Outlander, a série que fará você se apaixonar pela Escócia!



Por Debora Lemos

Amor, sexo, traição, ódio, caça às bruxas e guerra torna Outlander fonte inesgotável de entretenimento para todos os gostos


"Sing me a song of a lass that is gone. Say, could that lass be I? Merry of soul she sailed on a Day... Over the sea to skye."

É assim, com essa belíssima canção escocesa, que começa uma das produções televisivas mais aclamadas de todos os tempos. Achou exagerado? Confira a abertura:



Outlander é uma série americana criada pelo escritor e roteirista George R. R. Martin, o mesmo autor dos livros da série Game of Thrones.

Baseada na obra literária Outlander (“Viajante do Tempo”, em português), da escritora Diana Gabaldon, a série conta a história da corajosa Claire (Caitriona Balfe), enfermeira inglesa que, após presenciar os horrores da segunda guerra, decide tentar restabelecer seu casamento com Frank Randall (Tobias Menzies) em uma segunda viagem de lua de mel.

Para o tão sonhado recomeço, escolhem a cidade de Invernes, no norte da Escócia - inclusive vale à pena conferir as belas montanhas do local, são de encher os olhos. Randall aproveita a viagem para pesquisar sobre seus antepassados e em uma noite especialmente misteriosa ele e Claire acabam presenciando um ritual pagão, feito por mulheres Wiccas em volta de um círculo de pedras.



Naquele momento, Claire pressente que de alguma maneira observar aquilo mudaria sua vida para sempre: “uma pequena voz interior me alertou de que eu não deveria estar aqui, eu era uma voyeur importuna que observava algo antigo e poderoso”.

No dia seguinte, Claire sobe sozinha ao monte novamente para procurar algumas espécies de plantas medicinais, quando ouve um barulho vindo das pedras e, ao tocá-las, é transportada através do tempo para a Escócia de 1743.

Nesse novo ambiente ela conhece Murtagh Fraser, que a salva das garras do terrível Jonathan Randall, mais conhecido como “Black Jack”. Após estar em relativa segurança, Claire utiliza seus conhecimentos como enfermeira para ajudar Jaime Fraser, um belo soldado escocês ferido em combate contra os ingleses, e sob fortes suspeitas de ser uma espiã inglesa, passa a ser prisioneira de Colum Mackenzie, o poderoso líder do Clã Mackenzie.

Ao longo da série, assim como no livro, somos conduzidos na história pela narrativa em primeira pessoa onde, através de seu olhar anacrônico pertencente à outra época, Claire nos leva a analisar os personagens históricos que se apresentam, e a certeza de que eles são tão incríveis quanto os protagonistas é garantida!

Todos os elementos presentes no decorrer da trama acaba por tornar a série uma fonte inesgotável de entretenimento. Cada episódio é hipnotizante e dificilmente terminamos um sem já querermos partir para o seguinte. Além disso, as paisagens, a trilha sonora e os personagens nos levam realmente a vivenciar a belíssima cultura das terras altas.

0 comments:

[Review ] Mulher Maravilha



Por Victoria Hope


Algumas oportunidades ficam para sempre em nossas memórias e nossa equipe ganhou uma das melhores! Assistimos ao filme em Março, mas não poderíamos divulgar quaisquer informações relacionadas à trama, mas agora novas críticas vieram à tona apenas para confirmar o que já acreditávamos!

Mulher Maravilha sem dúvida é o melhor filme de super herói do ANO! Podemos dizer sem receios que a opinião foi unânime na equipe. Não irei contar muitos detalhes sobre a trama, pois este é um filme que merece ser visto no cinema e de preferência em tela IMAX.

Há anos, fãs de todo o mundo, principalmente o público geek feminino tem pedido por representatividade na industria e após anos de luta e insistência, finalmente recebemos esse grande prêmio.

Na trama, vemos uma jovem Diana confusa com suas origens e que ainda não entende muito sobre seus poderes. Sua mãe fará de tudo para que ela não descubra seu verdadeiro potencial, enquanto, sua tia Antíope, será a grande Amazona que irá treinar a pequena Diana até sua fase adulta.

Uma das sequências mais belas do filme conta a história da origem das Amazonas, com direito a explanação sobre lendas gregas antigas de Deuses do Olimpo.

Outro ponto importante sobre a trama é o tom de comédia, muito equilibrado com a dose de drama e ação. Uma das cenas mais hilárias do filme fica por conta das mulheres antigas, chocadas com a atitude da Diana perante os homens, Nossa Amazona  não entende o motivo por trás do receio das mulheres em levantar a voz e dizer o que pensam aos homens. Ver essas mulheres clássicas tentando fazer Diana se tornar uma "mulher apropriada" rendeu boas gargalhadas.



Não poderia deixar de falar do romance, também presente na trama entre o soldado Steve (Chris Pine) e Diana. Vale ressaltar que nada é muito exagerado ou pesado entre os dois.

Falando sobre a trama principal, Diana já adulta, segue em missão para encontrar o paradeiro do Deus Ares (amamos a escolha do ator), pois ela está convencida de que a  1ª Guerra está acontecendo por influência desse deus.

Além do assunto bélico, o filme traz pautas muito pertinentes relacionadas a igualdade de gêneros, a luta por direitos iguais e outros problemas sociais responsáveis por dificultar a vida das mulheres na sociedade.

Mulher Maravilha, para mim, foi um dos melhores títulos lançados pelo universo cinemático da DC até hoje. O filme não desaponta, é leve, tem um ótimo timing e é perfeito para que novos fãs entendam a origem da Princesa Amazona.

Sobre Gal Gadot, restam apenas elogios. A atriz definitivamente trouxe a poderosa Mulher Maravilha à vida, com seu ótimo humor, capacidade física e uma boa dose de ironia e sarcasmo.


O filme tem estreia marcada para 1º de Junho em todos os cinemas do Brasil!

0 comments:

[Review] Corra!


Um dos filmes de horror mais angustiantes do Ano!

Por Victoria Hope.

O filme "Corra!" (Get out) marca a estreia do comediante Jordan Peele no cinema de horror e é um dos tapas na cara mais necessários de 2017. O diretor já era conhecido na indústria por seu humor ácido e por sempre mencionar questões sociais como o racismo e o sexismo em seus skits de comédia, mas em Corra! temos a oportunidade de ver outro lado da mente genial de Peele.

Corra! conta a a história de Chris, um fotógrafo negro e norte americano que namora uma moça branca do subúrbio americano. Logo no início, percebe-se a quebra de diversos estereótipos, normalmente associados à personagens negros na indústria do cinema. Aqui o protagonista é  um homem sensível, envolvido com as artes, odeia violência, não é hipersexual e vive uma vida confortável em um elegante apartamento no centro da cidade.

É impossível falar mais sobre o enredo do filme sem contar spoilers, logo, limitarei-me a apenas relatar alguns fatos importantes para toda a construção da trama. 

A escolha do elenco foi primorosa e contou com o inglês Daniel Kaluuya, aclamado ator conhecido por seu trabalho em Black Mirror, que aqui dá um show de atuação mais uma vez e nos faz querer sair da cadeira do cinema a todo tempo. Destaque também para o comediante LilRel Howery, que interpreta o hilário melhor amigo do protagonista.   
 
Desde os primeiros minutos do filme, a questão racial é mencionada, a partir do medo do protagonista Chris (Kaluuya) em conhecer a família branca de sua namorada. Eu mesma, sou negra, norte americana, então minha visão sobre o assunto se assemelha a visão do personagem. 

Muitas vezes nos encontramos em situações muito parecidas na vida real, o que torna o tema ainda mais assustador, levando em conta que grande parte do enredo que leva a trama, acontece ainda nos dias de hoje, não apenas nos Estados Unidos, mas ao redor do mundo também. 

Para se falar de Corra! é preciso entender todas as mensagens subliminares a cerca do enredo. Cada cena foi minuciosamente pensada, cada mínimo detalhe calculado para retratar com veracidade todo o drama acerca do protagonista. 

Cena de Get Out / Divulgação
Alguns momentos são intimistas, outros beiram ao cômico, deixando clara toda a influência de Peele ao estilo de filmagem, que além de bela, traz um outro olhar para o universo do Horror. Durante todo o filme, notamos a "coisificação" de negros norte americanos e podemos perceber o verdadeiro significado da palavra apropriação cultural (literalmente mostrada sobre a forma de dominação do corpo, da moda e dos costumes negros). 

"O preto está na moda."-  É a frase dita por um magnata branco e idoso em uma das cenas mais tensas do filme, que serve como um divisor de águas para o protagonista Chris.

Em nenhum momento o filme esconde sua real mensagem, fazendo com que a plateia se sinta desconfortável nos momentos certos e em que em instantes, sinta toda a dor e angústia do protagonista. O filme te faz rir, mas ao mesmo tempo, traz a sensação de que algo muito errado está acontecendo.

Cena de Get Out / Divulgação

Um dos pontos mais geniais da trama foi o retrato dos antagonistas, que de início parecem apenas cidadãos comuns, quando na verdade escondem muito mais do que sua aparência denuncia.

Vemos aqui típicas famílias brancas liberais norte americanas, que votaram no Obama, que apreciam a música, arte e cultura negra, mas que ainda carregam dentro de si diversos preconceitos e engajam com micro agressões racistas contra o protagonista entre outros personagens negros a sua volta.

O filme mostra que o racismo é praticado por muitos, ainda que de forma velada e inclui um importante detalhe que para muitos pôde até passar despercebido: A participação de membros da comunidade asiática no sentimento anti-negro, assunto ainda tabu, mas importantíssimo de ser retratado.

Detalhes como a colheita de algodão (mencionada de modo subjetivo, mas genial),  a xícara de chá, também utilizada por damas brancas como 'sino' para chamar escravos e por fim, o cervo, conhecido como BUCK, termo pejorativo muito usado até os anos 50 nos Estados Unidos para chamar homens negros que não baixavam obedeciam seus senhores, enriquecem ainda mais a crítica social formada pela trama. 

Mais uma vez, todos esses pequenos detalhes fazem com que o filme seja uma obra prima moderna, que retrata uma ficção que poderia muito bem acontecer no mundo real (claro, que com algumas ressalvas).

Cena do filme / Dilvulgação
Vale lembrar que o filme apresenta algumas cenas de susto, que não são forçadas de forma alguma, porém, podem fazer você pular da cadeira. O título de horror ainda intriga, pois o filme mais assemelha-se mais ao conceito de suspense psicológico, mas entendo a necessidade do rótulo.

Corra! de Jordan Peele estreia em todos os cinemas do Brasil no dia 18 de Maio!

Nota: 5/5

2 comments:

Disney Paris recebe Premiére de Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar



Neste Domingo (14) a Disneylândia Paris recebeu a première do filme "Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar' com a presença de Johnny Depp, Javier Bardem, Orlando Bloom e a atriz Kaya Scodelario.

Dezenas de fãs da franquia visitaram o parque para receber os convidados do evento. Esse é o quinto e último título da Franquia de Piratas do Caribe, que apresentou seu primeiro filme em Agosto do ano de 2003.

Johnny Depp e Orlando Bloom retornam às telas nos papéis do icônico Pirata beberrão Jack Sparrow e o jovem civil Will Turner. O filme marca o retorno do bom moço à saga após muitas especulações de fãs, além de trazer nomes como Javier Bardem (Biutiful), no papel do vilão Salazar.

Nessa nova aventura, Capitão Jack se encontra em maus lençóis e mais uma vez, o passado bate a porta, quando marinheiros fantasmas assassinos escapam do Triângulo das Diabo, a fim de matar todo e qualquer pirata em seu caminho.

Foto: Divulgação / François Durand
Kaya Scodelario (Skins), atriz britânica com descendência brasileira, interpreta a brilhante astrônoma Carina Smyth, que deverá formar uma inconveniente aliança com o capitão Jack. Juntos eles partem em uma aventura para encontrar o lendário tridente de Poseidon, a única esperança para a sobrevivência dos piratas.
Foto: Divulação / François Durand
Com direção de Joachim Rønning, Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar ´é o quinto título da franquia e marca a distância de seis anos desde o último lançamento, "Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas. 
Ao longo dos anos, a saga de Jack Sparrow chegou a uma arrecadação total de US$ 3,7 bilhões no mundo inteiro e foi a primeira franquia a adaptar uma atração do parque Disney para as telas do cinema.
Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar tem estreia marcada para o dia 25 de Maio em todos os cinemas do Brasil ;) 

0 comments:

[REVIEW] Rei Arthur (2017)



Por Nayara Trevizan

De uma maneira bastante diferente, o diretor Guy Ritchie conta as origens de Arthur Pendragon (Charlie Hunnam) que ainda criança foi levado do castelo após a traição de seu tio Vortigern (Jude Law) e a morte de seus pais.

Com isso, ele acaba crescendo nas ruas e becos de Londonium, controlando o local com sua gangue e desconhecendo sua real origem até o momento em que entra em contato pela primeira vez com a Excalibur.

A existência de um rei com direto ao trono e que pode livrar o povo da tirania de Vortigern, desencadeia várias revoltas e então Arthur se junta à Resistência e recebe ajuda de uma maga enviada por Merlin (Astrid Bergès-Frisbey) para conseguir dominar a espada, enfrentar seus medos e então se tornar um rei.

Para aqueles que conhecem a lenda do Rei Arthur e as outras histórias que fazem parte do Ciclo Arturiano, alguns personagens importantes fazem falta na história, como o mago Merlin, que acabou sendo substituído pela maga interpretada pela atriz Astrid Bergès-Frisbey, e que também possuí uma origem pouco abordada.

Em nenhum momento seu nome é citado e nos créditos sua personagem tem apenas o nome “The Mage”, mas ao longo do filme tudo indica que ela é Guinevere. Em relação à atuação, os principais não deixam nada à desejar, Charlie Hunnam faz um ótimo trabalho se saindo muito bem em diversos momentos e Jude Law faz um ótimo vilão que realmente convence mostrando sua sede pelo poder.



Por outro lado, a pequena mas totalmente desastrosa aparição de David Beckham é muito ruim e de fato, realmente merece todas as críticas que vem sofrendo. As cenas de batalhas são realmente muito boas, ficando muitas vezes parecidas com um jogo de videogame, principalmente quando Arthur entra em ação com sua espada, e juntando isso com os efeitos visuais e o 3D, o visual do filme funciona de uma maneira ótima.

Outra coisa que ajuda muito é a trilha sonora que é impecável e acompanha o clima de todos os momentos. Em geral Rei Arthur: A Lenda Da Espada pode acabar decepcionando os fãs de Arthur que esperam ver a lenda contada com todos os detalhes, mas é um ótimo filme para quem gosta de muita ação e efeitos especiais.


Nota: 3.5/5.0

0 comments:

[REVIEW] Documentário 'Cuidado com o Slenderman'



Por Nayara Trevizan.


Em 31 de maio de 2014 na cidade de Waukesha que faz parte do estado de Wisconsin, nos Estados Unidos, uma garota esfaqueada foi encontrada à beira da estrada pedindo por ajuda, o homem que a encontrou perguntou quem tinha feito isso à ela, e então ela lhe respondeu que havia sido sua melhor amiga.

As suspeitas de terem cometido o crime eram Morgan Geyser e Anissa Weier (de 12 anos), que confessaram aos investigadores que fizeram isso com a amiga porque foram obrigadas para agradar o Slenderman, caso isso não fosse feito ele iria atrás delas para mata-las e suas famílias também. A vítima, Payton (“Bella”) Leutner, sobreviveu ao ataque e as duas garotas foram acusadas de tentativa de assassinato.

Cuidado com o Slenderman (em inglês “Beware The Slenderman”), narra esse acontecimento com ajuda de desenhos, cenas de jogos e vídeos caseiros encontrados na internet com aparições do monstro.

O documentário conta também com entrevistas dos especialistas que ajudaram a contextualizar o estado mental das garotas, e das famílias relatando como estão passando por tudo isso, como as meninas eram quando mais novas e outras coisas, além de cenas tanto do depoimento delas quanto das filmagens realizadas dentro da sala de audiências na Justiça. A direção do documentário é de Irene Taylor Brodsky (indicada ao Oscar por ‘The Final Inch‘, da HBO).





A lenda do Slenderman (homem magro, na tradução do inglês), surgiu no fórum do Something Awful em 2009, e foi criado para um concurso que tinha como objetivo criar uma imagem no Photoshop juntamente com uma história que parecesse real. Segundo a lenda, o homem esguio atrai crianças para as floresta e as mata e desde então a história se espalhou rapidamente na internet e muitas pessoas contam ter visto ou sonhado com ele.

O documentário Cuidado com o Slenderman estreia na HBO Brasil no dia 15 de maio, às 22 horas, no canal HBO. Após a exibição na TV, o documentário estará disponível na plataforma digital HBO GO e na HBO On Demand.

0 comments:

[Review] O Rastro


Por Beatriz Bertolli


É necessário dar inicio ao texto que vai falar sobre o filme “O Rastro” registrando a total surpresa e superação que o filme é para os amantes do terror que vem acompanhando a jornada brasileira nesse gênero há algum tempo.

Colocado esse fato, podemos seguir falando sobre a obra que tem estréia marcada para o dia 18 de Maio de 2017, produzido pela Lupa Filmes, com distribuição da Imagem Filmes e direção de J.C Feyer. No elenco estão atores aclamados pelo público: Leandra Leal como Leila, Cláudia Abreu como Dra. Olívia e Jonas Bloch como Dr. Heitor, todos em um trabalho impecável, como de costume, mas o destaque vai para Rafael Cardoso, como Dr. João, que presenteia o publico com uma atuação do gênero terror surpreendente.

Na história, Dr.João é casado com Leila e está à frente de uma mega operação no ramo da saúde pública. Com muitas responsabilidades e muitas vidas nas mãos, o médico João tenta fazer o seu melhor por todas as pessoas, mas as coisas começam a sair dos eixos quando uma das pacientes que deveria ser transferida de um hospital a outro some no meio da confusão. João se sente culpado pelo erro e determina a si mesmo que precisa fazer de tudo para encontrá-la.

Para os aficionados do horror, o cinema brasileiro nunca foi um terreno muito bem explorado, a lista de filmes não é muito longa e também não existem trabalhos que se destaquem por sua excelência, mas com certeza O Rastro entra nessa lista para somar e subir o nível do terror brasileiro.

Os roteiristas André Pereira e Beatriz Manela revelam que começaram a pensar no filme a oito anos, junto com a produtora Lupa e o diretor J.C, no inicio a Ideia era completamente diferente do produto final que estão entregando agora. Foi um trabalho intenso, de anos de estudo e dedicação com bases solidas em filmes clássicos, como O Iluminado e Os Outros.



De fato, a fotografia de Gustavo Hadba e a direção de arte de Daniel Flaksman contribuíram para essa “busca do terror perfeito”, os ângulos complexos e os ambientes, que ao passar do tempo ficavam cada vez mais sem vida, conversaram tão bem com entre si e com o público, que fica fácil conseguir ser levado pela onda de desespero que o filme propõe. Mas como tudo que está no inicio,

O Rastro ainda não é um exemplo de filme do gênero, o roteiro pode levar o público a algumas deduções que não são as certas, e algumas pontas soltas que acontecem durante as sequências até são amarradas, mas a maioria fica um pouco “frouxa” e tendem a levar a confusão.

O terror tropical que o filme propõe pode incomodar no começo, afinal é diferente de tudo que já foi visto, o costume nos filmes de horror é um personagem sentir frio e estar sempre em silêncio, mas com o decorrer da obra é possível se deixar envolver pelo clima “abrasileirado” do terror.



 Uma grande aposta nacional, o Rastro será lançado nos Estados Unidos e colocado para negociações com outros países. Ainda peca em algumas questões, normais para filmes com orçamentos pequenos, mas surpreende de forma primorosa levando-se em consideração o histórico de produção do gênero no país. Cheio de reviravoltas, de surpresas, de boas atuações e efeitos sonoros,


Esse filme chega às telonas para causar impacto, mostrar o terror vivido pelos brasileiros a cada dia e consegue alcançar o objetivo de dar um passo largo na direção do que pode vir a ser uma nova tradição cinematográfica brasileira.


Nota: 4.7/5

0 comments:

Tom Holland e Laura Harrier promovem 'Homem Aranha: De Volta Ao Lar' em SP


Atores estiveram hoje (03) em Sp para Coletiva e Evento de Fãs no Ibirapuera


Tom Holland e Laura Harrier visitaram o Brasil nesta terça-feira (2) para promover o mais novo filme do herói da Marvel.

Em entrevista para membros da imprensa, os atores falaram sobre a produção e os bastidores das filmagens de Homem Aranha: De Volta Ao Lar.  Quando questionado sobre super herói favorito, Tom disse que o Amigão da Vizinhança sempre foi um personagem muito querido de sua infância.

Um dos momentos mais hilários da coletiva foi a pergunta relacionada à Spideypool, casal formado por Peter Parker (Homem Aranha) e Wade Wilson (Deadpool). O ator riu e concordou, dizendo um sonoro "f*ck yeah", pois adoraria trabalhar com Ryan Reynolds, mas ressaltou que prefere apenas uma amizade entre os dois personagens.



Laura Harrier disse estar animada com a produção de Homem Aranha e ainda contou que sua super heroína favorita é a Viúva Negra dos Vingadores. A atriz também confessou que adoraria que sua personagem tivesse poderes especiais, mas disse que não poderia falar muito sobre a trama de Liz Allen, para não estragar a surpresa.


Esse é o terceiro reboot de Homem Aranha, porém é a primeira vez em anos que o super herói volta para a label Marvel. Na trama, iremos acompanhar o dia a dia do adolescente aracnídeo e seus relacionamentos entre amigos e sua família, antes não muito explorado em filmes anteriores. Segundo Holland, o herói é amado por muitos por ser apenas mais um garoto comum, que tem seus sonhos, medos e que deseja dar uma vida melhor para sua tia May.

O veterano Michael Keaton (Beetlejuice) faz parte do elenco e interpreta o complicado vilão Vulture, que não passava de um homem comum, frustrtado com as grandes companhias financeiras e com a ganância de muitos empresários norte americanos.

Em um dos trailers divukgados, a frase "Os ricos e poderosos... Eles não ligam para nossas vidas", são declamadas pelo personagem, em uma clara referência à música "They don't care about us" de Michael Jackson.

Esse vilão é um pai, completamente devotado à sua família, que promete protegê-la. custe o que custar, nem que para isso ele tenha que destruir as grandes corporações com suas próprias mãos.


Homem-Aranha: De Volta ao Lar chega aos cinemas brasileiros em 6 de julho \o/ 

0 comments:

Guardiões da Galáxia vol.2 terá 5 CENAS pós-créditos!




Podem comemorar, fãs da Marvel! Na noite dessa Segunda (17/04), críticos e a imprensa puderam assistir à exibição exclusiva de Guardiões da Galáxia Vol.2 e as reações positivas foram unânimes!

Elogios não faltaram para a saga, que até há alguns anos, era  completamente  desconhecida pelo grande público, mas caiu em suas graças por inovar e trazer a típica comédia ácida dos quadrinhos para a tela do cinema.

Mais informações sobre o filme ainda não podem ser lançadas, porém, todos os críticos e assessores disseram adorar o filme e o Screen Hant, contou que 4 cenas pós-créditos fazem parte do novo filme, mas todos foram surpreendidos pela afirmação do Diretor James Gunn, que garantiu 5 CENAS pós créditos!

Nós da Amélie tivemos o privilégio de assistir a 10 minutos do filme durante a Comic Con Experience 2016 (CCXP), com a presença de James Gunn, em Dezembro, incluindo uma das cenas de ação mais hilárias da história da Marvel, onde os personagens Yondu, bebê Groot e Rocket Racoon, participam de uma escapada épica da prisão, com direito a bebê Groot baddass e ao apito assustador de Yondu!

Esse novo título irá explorar mais sobre o passado de Yondu e explicar o quão foi importante seu papel na vida do protagonista Starlord (que o teve como um Pai por muitos e muitos anos). Também vamos acompanhar a nova missão dos Guardiões, que partem para o resgate de Nebula, irmã de Gamora.



Guardiões da Galáxia Vol.2 é um dos filmes mais esperados do ano! Dirigido por James Gunn, o filme estreia em todos os cinemas do Brasil no dia 27 de Abril!


0 comments:

Jude Law confirmado para o papel de Dumbledore em Animais Fantásticos 2


Potterheads do mundo todo já podem comemorar, pois Jude Law está em negociações para interpretar o poderoso Dumbledore da saga Harry Potter no segundo filme de Animais Fantásticos e Onde Habitam. 

Segundo a revista Variety, Jude Law deve intepretar o jovem Dumbledore em Animais Fantásticos e Onde Habitam 2.  O portal Pottermore confirmou a contratação  do ator e revelou que ele fará o papel do personagem no período em que ele é professor de Transfiguração em Hogwarts.

Eddie Redmayne fará novamente o papel de Newt Scamander e Johnny Depp também retorna como o vilão Grindelwald.

Animais Fantásticos e Onde Habitam 2 começa suas gravações em julho e tem estreia marcada para 16 de novembro de 2018. A continuação será ambientada em Paris, mas também deve ter cenas na Inglaterra, cenário habitual de Harry Potter.







0 comments:

Assistimos aos 20 primeiros minutos de Transformers: O Último Cavaleiro



No dia 04 de Abril, as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro receberam um Fan Meeting especial para fãs da franquia Transformers. Organizado pela equipe Transformers Diorama, o evento recebeu dezenas de fãs e veículos para uma exibição de 22 minutos exclusivos de TRANSFORMERS: O ÚLTIMO CAVALEIRO.
Com direito a uma mensagem especial do diretor Michael Bay, a exibição não mostrou apenas teasers de algumas das principais cenas do filme, mas também um mini documentário relacionado à produção do filme. Segundo o diretor, foram utilizadas três câmeras 3D IMAX para a realização das filmagens, o que garantiu uma das melhores fotografias da saga até então.
O enredo de TRANSFORMERS: O ÚLTIMO CAVALEIRO explora um pouco mais sobre toda a mitologia cybertroniana, com direito a cenas que pareciam saídas diretamente de Game Of Thrones, principalmente por conta de cada localização escolhida a dedo para criar uma atmosfera ainda mais épica à história.
Além de Mark Wahlberg representando o protagonista do filme, um inventor em “decadência”, temos outros nomes de peso, como Anthony Hopkins, que está hilário e traz toda aquela elegância e requinte típicos de seus personagens (como o clássico Hannibal), além, de Laura Haddock, representando genial agente britânica Vivian na trama.
Veremos rostos conhecidos como o robô Bumblebee, Optimus Prime e um hilário robô “mordomo”, responsável por algumas das melhores cenas do filme! É impossível odiar esse personagem, pois ele definitivamente cativou a todos no instante em que apareceu na tela com aquele típpico sotaque britânico.
Destaque também para o núcleo infantil do filme, principalmente Izabela Moner, que interpreta a jovem inventora e mecânica Izabella. De modo geral, o filme vai surpreender novos e antigos fãs da franquia e particularmente, acreditamos que O ÚLTIMO CAVALEIRO tem potencial para se tornar um dos melhores títulos de Transformers  da história!
TRANSFORMERS: ÚLTIMO CAVALEIRO tem a estreia prevista no Brasil para dia 20 de julho de 2017. \o/

0 comments:

[REVIEW] Fragmentado



Por Victoria Hope

Nesta Terça (21 de Fevereiro), O shopping JK Iguatemi recebeu diversos convidados da imprensa para a première exclusiva de Fragmentado, o novo filme de M.Night Shyamalan, conhecido por seu trabalho em Sinais, O Sexto Sentido e Corpo Fechado.
Durante o bate papo com a imprensa e nossa equipe, o diretor afirmou que pretende dar continuidade ao universo de Split, o que acendeu as esperanças de muitos fãs do diretor. Esbanjando simpatia, M. Night fez questão de abraçar e cumprimentar todos os convidados do evento.
 
Nossa Editora com M.Night Shyamalan
Cenário do Cinema pronto para receber os convidados

 

Para quem não conhece a trajetória do diretor, M. Night Shyamalan surgiu com a nova leva geração de diretores dos anos 90 e foi um dos grandes responsáveis por resgatar o gênero de suspense em Hollywood. Desde o sucesso de O Sexto Sentido (1999) e Corpo Fechado (2000) ao filme A Visita (2015), pode-se dizer nem sempre seus filmes emplacaram em Hollywood.

Até hoje, ele é conhecido como o "rei dos plot twists', que sempre acabam por resgatar grande parte do plot de seus filmes. Fragmentado (Split) marca o retorno triunfal de M.Night ao mundo do cinema, após alguns títulos de certo modo questionáveis, como Avatar - A Lenda de Aang. Neste novo longa, o diretor volta às suas raízes, trazendo o bom e velho suspense carregado de drama, tão amado por seus fãs.

James McAvoy em uma das cenas mais icônicas do filme / Universal

Fragmentado conta a história de Kevin (James McAvoy), um jovem que possui um passado conturbado e que por conta de um trauma da infância, desenvolveu 23 personalidades distintas, com capacidade de modificar até mesmo sua química corporal.

Ao longo do filme, aprendemos que todas suas personalidades temem uma 24ª, que ameaça a existência de todas as outras. Diferente do que se imaginava, o filme pouco faz para demonizar a síndrome de múltipla personalidade do personagem, mas sim, tenta explicar o motivo pelo qual as personalidades afloraram.

Dra. Flecher, a psiquiatra de Kevin batalha o filme todo para conseguir desmistificar a doença, tentando eliminar a ideia de que portadores de diversas personalidades são perigosos para a sociedade. A todo o momento, a médica reforça que seus pacientes são inofensivos e que é preciso eliminar o estigma que a sociedade possui para com portadores dessa condição.


A vilã é uma das personalidades que recebe o nome de Patricia / Universal

O problema maior é que, uma das personalidades  decide capturar três moças adolescentes para uma cerimônia que não nos cabe dizer, pois ela tem muito a ver com o desenrolar da grande sacada da trama. Durante as três narrativa da história, aprendemos o pano de fundo responsável por todo esse desenvolvimento de Kevin e sua relação com a psiquiatra, o passado sombrio de uma das vítimas raptadas,  Casey (Anya Taylor-Joy - A Bruxa), com flashbacks de sua infância que merecem um alerta de trigger para abuso e qual é o motivo real por trás de todas as personalidades do nosso protagonista.

Casey tenta fugir de seu raptor / Universal

Sem dúvida essa foi uma das melhores atuações de James McAvoy, que dá um banho de intepretação em todas suas personalidades, com destaque para uma das mais hilários: um menininho de 9 anos de idade chamado Hedwig, que cativou todos os convidados do cinema desde sua primeira aparição.

Nesse novo título, Shyamalan é extremamente eficaz ao mostrar dois lados de vítimas de abuso., reforçando que sobreviventes reagem de modos diferentes a seus abusos e que podem a qualquer momento se tornar os heróis ou vilões de suas próprias vidas.

Enquanto Kevin "criou" 24 personalidades para se proteger do que aconteceu no passado, Casey se torna uma adolescente apática a tudo e anti-social, o que faz com que uma das identidades de Kevin se conecte quase que imediatamente com a garota.
sente uma conexão com a garota.

Certamente, as viradas sutis e reviravoltas ao longo da trama vão aos poucos mostrando onde o diretor quer chegar, em um misto de terror e humor, mas é claro que, nada disso funcionaria sem um ator do calibre de McAvoy, responsável por carregar grande parte da trama. Para quem conhece o britânico com carinho de anjo, será um choque vê-lo completamente transformado.

O final traz um dos maiores plot twists de todos os títulos anteriores de Shyamalan, deixando a plateia de queixo caído e um dos momentos finais nos remete ao filme Dragão Vermelho, que se baseia nas obras de Thomas Harris.

Você irá sair da sala pensativo com o final surpreendente e definitivamente vai querer mais desse universo criado pelo filme.

Nota: 5/5

0 comments:

[Review] A Bela & A Fera


A adaptação do clássico da Disney, A Bela e a Fera, é talvez um dos títulos mais esperados do ano. Com participação de nomes como Emma Watson (Harry Potter), Kevin Kline (Um Peixe Chamado Vanda) e Josh Gad (Book of Mormon), sem dúvida a Disney estava preparando uma surpresa para fãs de animação.
Um dos convites mais lindos que já recebemos <3
 
Cenário belíssimo pare receber os convidados na première
Até mesmo o convite e o cenário da première foram dignos de príncipes e princesas, o que apenas aumentou o hype do público para a exibição do filme.
Logo no início, nos deparamos com uma jovem Bela julgada por todos de sua pequena vila, por ser uma moça muito a frente de seu tempo. Por gostar de ler e pensar em tecnologias jamais pensadas para a época em que se passa no filme, Bela é rejeitada por grande parte da cidade, a não ser pelo dono da Biblioteca que frequenta, seu pai artista e Gaston.
A partir da primeira música, todas as cenas são a representação exata da animação clássica e para quem se emociona facilmente, só o início já foi suficiente para arrancar algumas lágrimas do público, apostando na mesma cartela de cores do filme original e no mesmo clima desde a primeira música cantada.

O veterano Kevin Kline, interpreta o pai de Bela / Disney Media
Quanto as intepretações, todos surpreenderam, apesar da pouca expressão de Emma. A atriz se esforça para cantar e acaba por cativar o público com sua personalidade. Destaques valem para Ewan McGregor, que interpreta o castiçal Lumiere,para Sir Ian McKellen, que dispensa apresentações e está hilário como Horloge e por fim, o duo Gaston ( Luke Evans) e Le Fou (Josh Gad), que sem dúvidas foi o personagem favorito do público durante o filme inteiro.
Apesar da polêmica em torno de sua sexualidade, Le Fou surpreendeu na comédia, se assemelhando muito com sua versão original, porém ao invés de ser apenas um tolo, o escudeiro age como a consciência do Vilão Gaston, sempre tentando incentivá-lo a seguir pelo caminho do bem (sem sucesso, mas a tentativa é o que vale.). Muitos fãs disseram que sentiram falta de mais momentos LGBT, porém para olhos mais atentos, todas as cenas em que o personagem estava presente traziam um pequeno sinal de sua sexualidade.
Luke Evans está absolutamente hilário n papel de Gaston / Disney Media
Uma das melhores cenas é a dança ao som de "Gaston" no bar junto a Le Fou e grande parte da população da cidade. Alguns pequenos toques adicionados à letra apenas reforçaram a sexualidade de Le Fou e ainda trouxeram uma nova perspectiva ao personagem Gaston.

Fãs da Disney e de romance vão se apaixonar novamente pela trama, que trouxe uma das adaptações mais fiéis do cinema em anos. Lágrimas vão cair com certeza e você sairá do cinema com o coração leve e com um sorriso de canto a canto.

O filme entra em cartaz no dia 15 de Março em todos os cinemas do Brasil :)

Nota: 5/5

0 comments:

[REVIEW] Logan


Por Victoria Hope

Neste Domingo (19 de Fevereiro), São Paulo recebeu a visita de Hugh Jackman, astro que interpreta Logan na franquia X-men e Wolverine. Em um bate papo com a imprensa e nossa equipe, o ator confessou ter se emocionado mais de uma vez durante as filmagens e disse já estar com saudades do papel, afinal, esse personagem fez parte de sua vida por muitos anos. 

Hugh Jackman durante a coletiva de imprensa no Hotel Hyatt de São Paulo

É impossível falar de Logan sem mencionar a saga que o trouxe até aqui. Uma das primeiras lognas franquias de super heróis, X-Men marcou o cinema nesses 17 anos e foi um dos precursores de muitos outros títulos de quadrinhos que ainda estariam por vir anos mais tarde.

Ainda que fãs tenham opiniões divergentes sobre o título, o fato é que X-Men talvez provou que filmes de super heróis de fato possuem um ótimo potencial para o mercado do cinema internacional e que investir em títulos geek realmente realmente vale a pena. 

Voltando ao nosso herói, Wolverine, pergunte para qualquer fã de cinema que não possui conhecimentos em quadrinhos ou em cultura geek, sobre quantos filmes a mais eles assistiriam relacionados a esse anti-herói? Do imaginário infantil ao adulto, ele se tornou um ícone do cinema e em tantos anos, finalmente mostra a que veio.

Com claras influências após o resultado positivo de Deadpool, Logan ganhou ainda mais força em cenas brutais, com direito a sangue e triplas para todos os lados, algo que os fãs de Wolverine tem esperado por anos. 

Em uma de suas melhores performances no papel de Logan, Hugh Jackman surpreende e emociona, provando que esse foi de fato um dos papéis mais importantes de sua vida. Preparem os lenços também, pois os momentos entre Logan (Hugh) e Charles Xavier (Patrick Stewart) são de tirar o fôlego, atuações impecáveis! Fãs definitivamente vão se emocionar com a relação quase de pai e filho entre os dois personagens.

No enredo, Charles e Logan se reencontram para uma última missão: Impedir que Luna, uma misteriosa criança (Dafne Keen, sensacional) caia nas mãos do ciborgue Donald Price (Boyd Holbrook). A maquiagem excepcional da produção também merece aplausos por deixar Patrick e Hugh quase irreconhecíveis. 

De longe esse foi o melhor título da franquia X-Men e definitivamente deixou a sensação de dever cumprido. Ação, romance e emoção na medida certa, com um timing impecável. O filme realmente parece uma despedida, e que despedida com chave de ouro!

Logan, o terceiro filme da Franquia solo de Wolverine entrará em cartaz no dia 2 de Março, em todos os cinemas do Brasil! 

Nota: 5/5


0 comments:

Exibição de Martine Jarglaard em Londres


Martine Jarglaard X London


No dia 14 de fevereiro, Martine Jarglaard, que já faz parte dos talentos da semana de moda de Londres, lançou uma exibição sobre moda no departamento de luxo em Westflied.

Com uma proposta hightech, o designer trouxe peças de alta costura de uma forma mais interativa, em esculturas que se assemelhavam a quadros. O efeito holográfico apenas adicionou mais impacto a proposta do tema.

Realidade virtual e mundo real se misturam em cores, formas e efeitos especiais, convidando todos que visitavam o local a interagir com as obras de uma forma ou outra. Vale ressaltar que essa foi a primeira vez do designer na abertura de uma das maiores semanas de Moda do mundo.


Foto / Ouarda Coussa

Foto / Ouarda Coussa

Foto / Ouarda Coussa





0 comments:

[Resenha] Girls - 6ª Temporada




O que esperar da sexta e última temporada de Girls?
                                                                                           Por Sara Severino


Nudes, do jeito mais libertador que você possa imaginar! Se vocês acompanharam a série Girls, desde o começo, sabem o quanto as garotas nos deixam com aquele pensamento “Porque eu tenho vergonha disso?” já que passam por situações cômicas, e quase sempre, humilhantes, de uma maneira motivadora.

Nessa temporada você vai pensar nisso mil vezes mais, dando várias risadas. E isso é ótimo, né? No primeiro episódio, Hanna publica uma matéria no jornal (sobre o relacionamento de Jessa e Adam, ouch hein?) onde todos parecem estar muito orgulhosos dela, até que enfim!  E depois parte para mais uma aventura, em um acampamento de Surf, arrancando-a de sua zona de conforto (se é que ela tem uma).

Enquanto Marnie tenta resolver o seu divórcio e manter o seu espaço pessoal enquanto lida com o seu relacionamento com Ray. Mesmo não sendo o foco, Jessa, Adam e Sosh aparecem para matar a saudades de todos os fãs que estão ansiosos para a volta da série.



Elenco de "Girls"/ HBO 

Em quase todas a cenas, é mostrado o empoderamento feminino, meio disfarçado e ao mesmo tempo explícito, em qualquer personagem, o que é um dos motivos que me faz gostar tanto de assistir. O triste é que a cada episódio, temos que nos preparar para se despedir dessa série maravilhosa, que na minha cabeça, grita a mensagem LIBERDADE, e de um jeito nada convencional, a amizade verdadeira. E na de vocês?

Não acompanha Girls? Corre lá para fazer uma maratona, a última temporada estreia dia 12, à 01h na HBO. Eu garanto a vocês que vale a pena. Assista ao trailer! ;) 


 

0 comments:

A Bela & A Fera - 2017



O aguardadíssimo remake em versão live action da Disney, 'A Bela e a Fera', com Emma Watson, ganha seus primeiros stills.

A nova versão com atores do clássico "A Bela e a Fera", que traz Emma Watson ("Harry Potter") no papel principal, ganhou nesta segunda-feira (14) seu primeiro trailer americano. O filme tem estreia prevista para março de 2017 no Brasil (veja acima).

No elenco ainda, tems nomes como Dan Stevens ("Downton Abbey") como a Fera, além de Ewan McGregor (Star Wars), Ian McKellen (Senhor dos Anéis) , Emma Thompson , Josh Gad e Stanley Tucci.


Copyright Disney

Copyright Disney

Copyright Disney

Copyright Disney

Copyright Disney



0 comments: