Navigation Menu

Featured Post

Ad Block

Recent Posts

BGS 2017 | Day 2


Chegamos ao segundo dia da Brasil Game Show! Hoje foi dia de cobrirmos amais uma parte do pavilhão! Acreditem, em um dia só vai ser impossível de ver tantas novidades, a feira está maior do que nunca, lembrando que hoje foi dia das crianças, então o dia estava muito concorrido, tanto para jogos quanto em estandes de vendas.

Nossa equipe teve a oportunidade de testar pessoalmente o novo Call Of Duty: WW2, acompanhar um gameplay exclusivo com a galera do Porta dos Fundos e ainda assistir à premiação de Achievement of The Year, recebido pelo gênio dos games Hideo Kojima.

Um dos destaques do segundo dia também foram os diversos Meet & Greets nos estandes individuais de diversas labels, incluindo um com os Irmãos Piologo no estande da Fini.  Para quem curte jogos asiáticos, o evento também contou com um estande exclusivo com novidades do mercado coreano, trazendo desenvolvedores e até mesmo produtores de diversos jogos.

O Korean Pavillon recebeu diversas personalidades sul coreanas

Adoramos a divulgação do Outubro Rosa! Nós mulheres não devemos esquecer do auto exame!

É claro que a loja Piticas, especializada em camisetas e produtos geeks não poderia faltar!

Cosplayer incrível no estande de Summoners War
O Estande da Com2Us trouxe vários cosplayers inspirados no card game 

A Fini trouxe diversos jogos interativos ao evento, com direito a distribuição de brindes 

Batemos um papo com um dos desenvolvedores de Lego Marvel Heroes e em breve você conferem aqui!

É claro que nossa equipe não resistiu e rendeu ao Just Dance 2018! Melhor jogo, melhores coreografias!

A loja Oficial da DC apostou nas novidades do filme Liga da Justiça 

Estamos apaixonadas por esses slippers de pelúcia da Mulher Maravilha

No estande da Loja DC Oficial, você encontra opções para todos os gostos 

Por hoje é só! Ainda temos muitos jogos para testar, bate-papos com os convidados internacionais e produtos para ver. Amanhã nos veremos de novo para mais um dia épico na maior feira de games da América Latina! Esperamos por vocês lá ;)

BGS 2017 | Day 1



E começa a 10ª edição da Brasil Game Show, a maior feira de games da América Latina! O primeiro dia foi dedicado a membros da imprensa e convidados VIP que puderam ver em primeira mãos todas as novidades do mercado de jogos!

Uma das atrações mais esperadas do primeiro dia, foi a presença de grandes nomes da indústria como Hideo Kojima, criador de Metal Gear e Ed Boom, Co-criador do clássico Mortal Kombat. O evento também contou com a presença de diversos streamers e youtubers dedicados ao universo games.

Quem foi no primeiro dia teve a chance de testar os mais variados jogos, incluindo o novíssimo Call Of Duty WW2, a novidade Black Desert e até mesmo o polêmico lançamento de South Park: 'A Fenda que Abunda Força!' Outras atrações que merecem destaque são os estandes de jogos indie, que marcaram presença esse ano, além do estande das Casas Bahia, que além de trazer uma homenagem aos games com ilustrações incríveis do mascote, também sediou vários campeonatos de jogos, com direito a distribuição de brindes e prêmios.

Outra atração que não pôde faltar, com certeza, foram os cosplayers, que como sempre, arrasaram em suas produções inspiradas em jogos, mangás, animes entre diversos outros temas! Vale destacar também estandes que contaram com a presença de cosplayers bem conhecidos da cena, que pareciam literalmente ter saído das telas dos jogos para a vida real!

Cosplayers no Estande das Casas Bahia 

Black Desert Online era um dos destaques da feira 

Novidades da NVidia - Getforce GTX


Olhem só que incrível o estande de Gwent 

Apaixonados por Street Fighter ganharam um cantinho especial no evento

O estande da XBox foi um dos mais concorridos no primeiro dia

O Display incrível de Crash Royale 

Cosplayers foram um show a parte esse ano! 

Hideo Kojima durante o Meet & Greet com fãs 
Kojima esbanjou simpatia com os fãs 

A Uber também participou da BGS 10 com direito a estande temático
Em parceria com a Telecine, a Ubisoft trouxe um estande temático para escalada 

Você quer @ Funko?  A feira tem centenas deles com os mais variados preços!



Ficamos por aqui, amanhã tem mais! Acompanhem a cobertura do evento em tempo real nas nossas redes e não deixem de visitar a BGS nesse feriadão! <3 

BGS 2017: Hoje começa a maior feira de games da América Latina

Resultado de imagem para bgs 2017


Por Victoria Hope



Quem está preparado para 5 dias de pura adrenalina e dos mais novos lançamentos da indústria de games levanta a mão! A 10ª edição da BGS (Brasil Game Show), começa hoje, Quarta (11/10) e acontece até dia 15/10 no Expo Center Norte de SP! 

Essa edição do evento terá encontros com Kojima, Boon, Bushnell, além de disputas diárias de cosplayers e maratona de desenvolvimento de games! É um prato cheio para quem é apaixonado pelo mundo dos jogos.

No mapa das principais atrações da feira  estão Hideo Kojima, criador de "Metal Gear Solid"; Ed Boon, co-criador de "Mortal Kombat"; Phil Spencer, chefe da divisão Xbox; e Nolan Bushnell, um dos fundadores da Atari. Os fãs poderão encontrar todos os convidados nacionais e internacionais na área exclusiva de Meet & Greet e os produtores executivos da BGS também falarão ao público em painéis no espaço BGS Talks! 

Resultado de imagem para hideo kojima
Hideo Kojima marca presença em todos os dias do evento para Meet & Greet e para receber a premiação de Achievement 

Para os apaixonados por gameplays, os youtubers Aruan Felix, Muca Muriçoca, Zangado, Patife e JonVlogs farão parte do evento no estande da publisher RedFox Game! Eles estarão presentes a partir de 12 de outubro em diferentes horários e participarão de apresentações no palco principal, competições em equipe no Black Desert Online e Meet & Greet com visitantes.

Ainda falando sobre as principais atrações do evento, a #BGS10 irá mediar campeonatos de Clash Royale, CS:GO, LoL e Dota2, que poderão ser acompanhados ao vivo pelos visitantes da feira!  Para quem busca por novos lançamentos das maiores labels, alguns dos estandes confirmados são Warner Games, com novidades para Marvel vs. Capcom: Infinite, Monster Hunter World, LEGO Star Wars, LEGO Ninjago, LEGO Marvel Super Heroes 2 e Need For Speed Payback, Twitch, que irá contar com a presença de diversos streamers conhecidos, Canon, que trará novidades do mundo fotográfico, Editora Europa, com novos livros e comics dedicados à área de games, Loja Legião Nerd, com diversos produtos geek que vão de decoração à vestuário, entre muitos outros expositores!

Resultado de imagem para twitch
Jogos que podem ser comprados dentro da plataforma TWITCH

Não conseguiu visitar essa edição, mas é fã do Hideo Kojima? Você poderá assistir todos os painéis dele ao vivo no próprio site do evento!  Durante os cinco dias da #BGS10, você também acompanha os nossa cobertura com a nossa equipe! Siga-nos nas redes sociais para assistir aos lives e receber notícias em primeira mão!


Veja abaixo a programação completa da BGS 2017:

Quarta-feira (11)

12h50 - 13h: Cerimônia de abertura da BGS 2017 com Hideo Kojima
14h: Desafio UNILoL com times universitários de 'League of Legends'
15h: Início da Brasil Game Jam
15h30 - 17h: Meet & Greet com Hideo Kojima
17h - 18h: Meet & Greet com David Crane
19h - 20h: Meet & Greet com Ed Boon

Quinta-feira (12)

13h - 14h: Meet & Greet com Hector Sanchez
14h - 15h: Painel 'Lifetime Achievement Award' com Hideo Kojima
15h: Campeonato de 'Clash Royale' na Brasil Game Cup
16h: BGS Talks com Hector Sanchez
16h - 17h: Meet & Greet com David Crane
17h: BGS Talks com Nolan Bushnell
17h30 - 19h: Meet & Greet com Hideo Kojima
18h: BGS Talks com Ed Boon
19h: BGS Talks com David Crane
19h - 20h: Meet & Greet com Nolan Bushnell

Sexta-feira (13)

14h - 15h: Painel 'Wall of Fame' com Hideo Kojima
14h - 15h: Meet & Greet com Brendan Greene
15h: Campeonato de 'Dota 2' na Brasil Game Cup
15h: Fim da Brasil Game Jam
15h: BGS Talks com Brendan Greene
15h - 16h: Meet & Greet com Stephen Bliss
16h: BGS Talks com Andy Salisbury
17h: BGS Talks com David Crane
17h - 18h: Meet & Greet com Nolan Bushnell
18h: BGS Talks com Stephen Bliss
17h30 - 19h: Hideo Kojima é jurado do Cosplay Zone
19h: BGS Talks com Hector Sanchez

Sábado (14)

13h - 14h: Meet & Greet com Nolan Bushnell
14h: Campeonato feminino de 'Counter-Strike: Global Offensive' na Brasil Game Cup
15h: BGS Talks com Nolan Bushnell
15h - 16h: Meet & Greet com Stephen Bliss
16h: BGS Talks com Ed Boon
15h30 - 17h: Nolan Bushnell é jurado do Cosplay Zone
17h: BGS Talks com Stephen Bliss
18h: BGS Talks com Hector Sanchez

Domingo (15)

13h - 14h: Meet & Greet com Nolan Bushnell
14h: Campeonato masculino de 'Counter-Strike: Global Offensive' na Brasil Game Cup
16h - 17h: Meet & Greet com Stephen Bliss
BGS 2017

Quando: 11 a 15 de outubro de 2017

Onde: Expo Center Norte – Rua José Bernardo Pinto, 333, Vila Guilherme – São Paulo/SP

Horário: 13h às 21h


Star Wars: Os Últimos Jedi revela novo trailer com cenas inéditas

‘Star Wars – Os Últimos Jedi’ ganha trailer espetacular e cheio de revelações…


E como anda a ansiedade para ‘Star Wars – Os Últimos Jedi‘? Conforme prometido, a Lucasfilm divulgou o novo – e absolutamente incrível trailer da saga! 

Daisy Ridley, Oscar Isaac, Adam Driver, John Boyega, Laura Dern, Mark Hamill, Benicio Del Toro e Carrie Fisher estão no elenco do Episódio VIII. Star Wars: Os Últimos Jedi, que chega aos cinemas em 14 de dezembro deste ano. Além de dirigir, Rian Johnson também é o roteirista do filme.

Ainda foi liberado um belíssimo cartaz com os principais personagens da nova trama! Estamos curiosíssimas para descobrir a razão por trás da posição do piloto Poe Dameron! Será que ele irá trair a rebelião? Vamos descobrir em breve ;)



Confira o trailer completo:



[Review] Kingsman 2: O Círculo Dourado

Resultado de imagem para kingsman o círculo dourado

Por Victoria Hope

Cameos, Borboletas e comédia ácida na sequência de 'Kingsman' 


É claro que com o excelente primeiro filme, Kingsman 2: O Círculo Dourado enfrentaria a tarefa de manter o nível do primeiro título e apesar das críticas recentes estarem  divididas, o filme não deixa nada a desejar e em alguns momentos, consegue até mesmo elevar o nível do que já era bom no primeiro filme.

Após a morte de Harry Hart (Colin Firth) no filme anterior, agora cabe ao jovem Eggsy (Taron Egerton), tomar o papel de Galahad na equipe de Kingsman. Destaque para seu personagem que continua hilário, porém com um twist de maturidade,pois ele agora que possui um cargo mais alto dentro da equipe.

No novo filme, Eggsy transborda confiança e elegância, apesar de ser o mesmo garoto simples do subúrbio de Londres, só que agora um pouco mais polido e profissional que antes. Em suas novas missões, o jovem Galahad aplica todos os conhecimentos que aprendeu com seu mentor Harry, ao lado do especialista Merlin e da jovem Lancelot, Roxy (Sophie Cookson)

Alguns dos melhores momentos do filme, são as interações entre Eggsy e Merlin (Mark Strong), que estão hilários juntos, além da participação dos dois melhores amigos do jovem agente, para nos lembrar que apesar de ser um espião, Gary continua sendo só um garoto simples e humilde.

Imagem relacionada
O novo Galahad ao lado de Merlin / 20th Century Fox 

É impossível não falar sobre o  humor de O Círculo Dourado, pois se em Serviço Secreto, o tom já estava ótimo, agora o humor é pelo menos três vezes mais escrachado e ácido, com direito a piadas (desnecessárias) sobre sexo anal entre outras coisinhas típicas do humor masculino.

Um dos grandes destaques do filme é a cena do jantar no tradicional palácio sueco. Preste atenção, pois uma das cenas mais importantes de toda trama acontece aqui. Falando em Suíça, a Princesa Tilde está de volta na trama, fazendo o par romântico de Eggsy, porém, o filme peca em deixá-la apenas como interesse amoroso, sem dá-la a devida profundidade necessária para que os espectadores realmente gostassem dela. 

Já uma das coisas positivas, é a participação da vilã Poppy, dona de um cartel de drogas, uma mulher 'doce', que foge completamente do padrão de antagonista que estamos acostumados à ver, apesar de ser até mais excêntrica que o próprio vilão anterior, Valentine.

Poppy (Juliane Moore) é a típica 'dona de cada' dos Anos 50, mas por trás de toda essa fachada, é a mente criminosa mais brilhante por trás do Círculo Dourado e ela fará de tudo para dominar o mercado mundial. Não se engane pelo sorriso doce e as roupas coloridas, pois ela vai ser tão cruel e hilária quanto o vilão anterior. 

Imagem relacionada
Poppy, a nova vila da trama / 20th Century Fox

Outro destaque do filme é o retorno de Harry Hart, amplamente divulgado, infelizmente, em todas as peças publicitárias de Kingsman 2. Talvez eles pudessem manter a surpresa para o filme em si, mas existe um twist nisso, pois o ex-galahad já não é mais o mesmo, porém vale destacar o relacionamento dele com Eggsy, incluindo uma das cenas mais emocionantes relacionadas à borboletas, Eggsy e Harry.

Nesse novo filme, há uma clara inversão de papéis, onde o protetor e mentor de Harry será o jovem Eggsy, enquanto o antigo Galahad, agora debilitado por conta do tiro que levou, é apenas uma lagartinha pronta para se tornar uma borboleta (acreditem, essa referência vai fazer sentido

Imagem relacionada
Harry Hart está de volta... Mas será que ele ainda é nosso Harry? / 20th Century Fox

O filme também conta com diversas participações especiais, incluindo os Statemen; uma equipe de espiões norte americanos, que se considera a irmã estrangeira dos Kingsman. Aqui iremos conhecer diversos agentes que possuem codinomes inspirados em bebidas alcoólicas, entre eles os personagens de Channing Tatum, que aparece pouco, mas tem cenas hilárias), Halle Berry, que é literalmente a Merlin dos Statemen e Pedro Pascal, que está incrível com seu chicote!  

Vale falar também da participação do Sir Elton John na trama. Se você pensou que ele ia fazer apenas um cameo simples, se enganou! Ele terá muito tempo de dela e garanto que você irá amar cada segundo dele no filme.  

Imagem relacionada
A agência de espiões americana que é 'irmã' dos Kingsman / 20th Century Fox

Para um filme de quase duas horas e meia, Kingsman 2 prende o espectador a cada minuto, seja em cenas de ação ou em cenas de comédia, mas vale lembrar que nem tudo são flores, pois em alguns momentos, o filme exagera no CGI, mas compensa o exagero em outros momentos incríveis.

Houve até uma cena no filme que arrancou lágrimas do público (inclusive da própria jornalista que vos fala), mas tudo vai valer a pena no final (ou não). Esse é um filme que tem que ser assistido sem muita pretensão, ele diverte e emociona na medida certa.

Kingsman 2: O Círculo Dourado, estria no dia 28 de Setembro em todos os cinemas do Brasil ;) 

Nota: 5 / 5

[Coletiva] Darren Aronofsky fala sobre 'Mãe!' em São Paulo



Por Victoria Hope

Nesta terça (19), Darren Aronosfky, aclamado diretor e roteirista veio ao Brasil divulgar seu ma filme 'Mãe!' e marcou presença na coletiva de imprensa em São Paulo. Conhecido por sucessos como Cisne Negro, O Lutador e Réquiem Para Um Sonho, o diretor falou sobre as diversas facetas de seu novo  filme e ainda fez campanha em prol da salvação da floresta amazônica.  

Um dos filmes que mais gerou polarização entre acrítica e o público, 'Mãe' sem dúvida deixou sua marca na indústria. No longa, um casal interpretado por Jennifer Lawrence e Javier Bardem, vive em uma casa afastada, em um ambiente bucólico onde nada de novo acontecia em suas vidas, até que a chegada de inesperadas visitas coloca em risco não apenas o relacionamento já instável e até mesmo sanidade do casal. Você descobre mais sobre a trama do filme na nossa crítica. 

Na coletiva, Aronofsky abordou diversos temas que permeiam o universo de 'Mãe', desde a escolha do elenco, até mesmo no uso de símbolos e referências a outros clássicos do cinema. Para quem acompanha o trabalho do diretor mais de perto nas redes sociais, foi possível também conferir todas as inspirações que ele usou para o filme, incluindo livros como a obra eco feminista 'A Mulher e a Natureza' entre outros títulos relacionados ao enredo. 

O diretor ainda afirmo que cada uma de suas obras é muito pessoal e que sempre se coloca em todos os filmes que faz. Darren disse 'Eu era a bailarina em Cisne Negro, eu era o lutador em O Lutador, eu era o Mago da Matemática em Pi, eu era o Conquistador em Fonte da Vida', mas aquilo era apenas parte de mim'. 

Aronofsky também contou durante a coletiva que o seu primeiro roteiro de 'Mãe'! foi criado em apenas 5 dias e que para criar um material em tão pouco tempo, se inspirou em cantores que escolhem uma simples emoção e tornam aquilo em uma grande obra. 

Quando questionado sobre o aspecto mais social do filme, como a opressão sofrida por mulheres, Darren comentou que o filme aborda esse assunto atrelado ao tema religioso, no caso da personagem Mãe e sua relação com Ele (Deus), representado por Javier Bardem. Mãe é uma personagem completamente oprimida e negligenciada, então o diretor disse que queria que nós nos sentíssemos exatamente como ele, que nos incomodássemos com a forma que somos tratados. 

Ele ainda comentou que há um tom de esperança em seus filmes, apesar de tantas tragédias. Darren acredita que mostrar a tragédia, nos faz buscar efetivamente por uma luz e essa luz pode ser revelada nos momentos de maior adversidade. 

Na coletiva também foram abordadas as conexões desse universo de 'Mãe', com outros clássicos, como o Bebê de Rosemary, mas Darren fez questão de ressaltar que não entendeu o motivo por trás do marketing de 'horror', já que para ele, o filme é um drama psicológico e pouco tem a ver com horror ou suspense em si. 

Sobre o curioso líquido laranja tomado por Jennifer toda vez que sua personagem passava ma, Darren disse que essa seria a única pergunta que nunca iria responder e que provavelmente iria leva-la para o túmulo. 

Além de abordar aspectos do filme, incluindo sua paixão pela sintonia do casting, Darren também não perdeu a oportunidade de falar sobre aspectos mais políticos do mundo hoje, dizendo que estamos em tempos perigosos e que nós devemos nos unir a uma causa maior, inclusive, trechos do próprio filme demonstram como o descaso para com o meio ambiente também estão nos matando aos poucos. 


Darren vestindo uma camiseta em defesa da Amazonia

Tivemos a oportunidade de perguntar algumas questões relacionadas ao casting e a alguns temas abordados no filme para o diretor e você confere todas as perguntas abaixo!

Amélie:  Como foi trabalhar com Jennifer Lawrence e Javier Bardem?

Darren: Foi excelente. A química e sintonia entre esses dois foi incrível, apesar de ambos serem pessoas muito diferentes. Me surpreendi com Jennifer, ela tem essa força que  faz com que todos os olhos se voltem para ela. Ela representa literalmente a Mãe. Já Javier tem esse aspecto sombrio sobre ele que é perfeito para Ele. Uma espécie mistério que ronda a personalidade dele. 

Amélie:  O que a personagem Mãe representa para você? 

Darren: Bem, ninguém nunca pensou em dar voz a Mãe Natureza, então pensei que seria uma boa ideia dar voz a ela, que realmente é quem acolhe todos nós sobre seu teto. Ela é a criação, o início de tudo. Pensei em como o nosso mundo seria se nosso mundo fosse estruturado pelo novo e velho testamento e qual seria a visão da Mãe Natureza sobre essas influências.

Amélie:  Falando em natureza, estamos em uma época em que as pessoas pouco ligam para preservá-la. O que pensa sobre isso?

Darren: O filme surgiu exatamente por conta de minha frustração com o descaso das pessoas para com a natureza, quão pouco estamos contribuindo à tudo o que nossa natureza nos deu, dese recursos naturais a um planeta. 

Amélie:  Você já foi tratado como a Mãe? Com convidados indesejados tentando mudar seu estilo de vida? 

Darren: Mas é claro. Não fomos todos tratados como a Mãe pelo menos uma vez em nossas vidas? Infelizmente, morando sozinhos ou com a família, sempre iremos receber muitas pessoas, às vezes indesejadas principalmente, mas isso faz parte, isso é o ser humano, mas eu mesmo já quis expulsar pessoas e quis que parassem de mexer em minhas coisas (risos).

Amélie:  Mas nós todos somos os convidados indesejados na Terra, não é mesmo?

Darren: Isso mesmo. Muita gente ficou brava por isso (risos), mas é a mais pura verdade. O filme é ao mesmo tempo uma exposição e um conto. É uma forma de dizer 'hey, isso é o que nós estamos fazendo com a Terra, isso é real. Nós precisamos decidir se esse é o futuro que  realmente queremos.

Amélie:  Você acredita que há um motivo por muitas mulheres e identificarem com a mãe?

Darren: Acredito que seja uma alegoria e ao mesmo tempo um aviso. Podemos usar a Mãe de exemplo, já que o corpo dela ( Mãe) representa a casa e a partir do momento em que visitas indesejadas chegam, ela perde absolutamente o pouco controle que tem sobre aquela casa (seu corpo). Entramos aqui na pergunta anterior: Isso é o que nós estamos fazendo com elas (mulheres), isso é o que fazemos com a Terra e isso é horrível, assustador. 

Amélie:  Uma das cenas mais pesadas, foi aquela onde o culto de fãs invdem a casa e destroem tudo. Qual foi a sua maior inspiração?

Darren: Na verdade, minha inspiração foi um documentário que você encontra no youtube, onde mostram a invasão de fãs na propriedade do John Lennon. Parece que ele estava sobre efeito de entorpecentes e muitos dos fãs que invadiram a casa disseram que ele se 'proclamou' como o Messias e realmente, isso é o que fazemos. Nós pegamos palavras que nos são dadas e decidimos como elas devem ser usadas para nosso próprio benefício e isso é muito perigoso. 

Amélie: Você tem esperanças de que o mundo ainda possa mudar?

Darren: Sim, sempre. Eu sou um otimista e acredito que estamos começando a ver a Terra se mover, assim como a personagem de Jennifer, que uma hora se cansa das visitas e se enfureça. Não podemos desistir agora, ainda há esperança.

Cenário da Coletiva

O filme é uma das grandes apostas do Oscar para Jennifer Lawrence e estreia daqui há uma semana em todos os cinemas do Brasil! :)

[Review] Mãe! Filme de Darren Aronofsky

Resultado de imagem para mother darren

Por Victoria Hope

Provocante e assustador, o filme 'Mãe!' conta a história da criação do Mundo 


Atenção: Contém Spoilers

Darren Aronofsky (Cisne Negro) nunca decepciona no quesito da provocação e na escolha do elemento surpresa em seus filmes, não é a toa que 'Mãe!' era um dos filmes mais aguardados durante o Festival de Cinema em Toronto.

Vale começar a crítica dizendo que 'Mãe!' não é um filme fácil de ser digerido. Ou melhor dizendo, ele precisa ser saboreado aos poucos, mas assim como uma refeição em um restaurante ao qual você nunca visitou antes, nem sempre o prato que lhe será servido será  uma refeição fácil de provar. 

Também é importante dizer que mais do que um filme dramático, 'Mãe!' é um filme bíblico e posso dizer isso sem medo algum, apesar de ser budista e não conhecer tantos preceitos da religião católica.

Do início ao fim, o filme passa uma sensação de claustrofobia, com câmeras que giram ao redor da personagem de Jennifer Lawrence, em uma ambiente que parece o verdadeiro paraíso na Terra, mas que esconde segredos que fariam até o maior vilão sentir arrepios. 

A todo momento, sentimos o desconforto sentido pela personagem de Jennifer. Sentimos toda sua angústia, raiva e momentos de desespero, tudo isso graças a primorosa escolha de cortes e filmagens, bem como a atuação de J.Law, que aqui, diga-se de passagem, foi uma das melhores de sua carreira. 

Javier Bardem também está excelente no filme, demonstrando uma aura e força que chega a ser de outro mundo, na verdade, sua presença traz ainda mais peso para a trama. 

Nesta história, conhecemos dois personagens, a esposa chamada 'Mãe' (Jennifer Lawrence) e marido, chamado 'Ele'. O casal vive nesse pequeno paraíso, uma casa isolada no meio de plantações e bosques verdes. Ele é um poeta renomado que está passando por um grave 'writer's block', que é o que chamamos quando um escritor não consegue inspiração para escrever de jeito nenhum e ao invés de criar, procrastina sem nunca escrever uma linha sequer.

Enquanto Ele continua inquieto para escrever seu próximo poema, Mãe continua criativa, sempre 
mudando algo na casa, reformando as paredes, pintando, organizando tudo. Ela parece uma mulher feliz, que está ansiosa para que seu marido escreva um novo sucesso.

Ele sofreu muito no passado, perdeu sua casa para um incêndio e tudo o que sobrou foi uma curiosa pedra preciosa, que ele encontrou no meio dos escombros. Preste atenção nesta pedra, pois ela será essencial ao longo do filme. 

Resultado de imagem para javier bardem mae
Javier Bardem é um poeta que luta para encontrar inspiração / Paramount

Mãe apoia seu marido incondicionalmente, mostrando até mesmo certa devoção ao trabalho do dele, enquanto Ele, pouco se importa com o trabalho duro da esposa, mas interessado em criar seu próximo poema de sucesso. 

Essa história possuía todos os elementos para um romance ou um suspense relacionado a uma esposa que não é 'amada' enquanto seu marido, um 'gênio incompreendido', batalha para amaciar o próprio ego e conseguir fama e sucesso. Só que é a partir daí que a trama sofre uma grande reviravolta. 

Vale ressaltar faz parte do gênero 'Dark Fantasy', então, muitas alegorias, criaturas e personagens, representam essa fantasia. Coisas que não parecem reais, na verdade estão mais do que vivas nessa história. 

Resultado de imagem para mother darren
Jennifer Lawrence mais visceral que nunca no papel da 'Mãe' / Divulgação 

A todo momento, durante o primeiro ato, somos lembrados da diferença de idade do casal, pois Mãe é muito mais jovem que Ele, só que vale o aviso, existe um motivo importante por trás dessa diferença gritante e logo mais iremos entrar nesse assunto.

Mãe é muito mais nova e ingênua, porém tem muita energia. Ela é a pessoa que mais trabalha dentro da casa e mesmo assim, continua a ser negligenciada pelo marido. É a partir daqui que a ficção toma forma e notamos que Mãe é capaz de ouvir o 'coração' da casa. Ela diz que seu sonho é criar um pequeno 'Paraíso'  para ela e seu marido. 

Essa casa, representa o próprio corpo da Mãe; é como se ambas estivessem vivas e respirando ao mesmo tempo. Você deve estar se perguntando: Por que será que ela está em sintonia com sua casa, mas seu marido não, se ambos moram lá sozinhos, completamente isolados, sem ninguém na vizinhança?  

Tudo na vida desse casal muda quando um estranho Homem (Ed Harris) encontra essa casa, dizendo ser um médico que busca por abrigo. Esse novo personagem, chamado Homem, se auto-convida para ficar na casa deles e apesar de Mãe não concordar em ter um estranho em casa, seu marido, Ele, insiste que acolham a visita, principalmente porque o Homem demonstrou estar doente.

Mãe desconfia do estranho visitante logo de início, trocando farpas com ele quanto ao fumo, pois em seu 'paraíso' (casa), ninguém pode fumar. É claro que a visita ainda brinca, mas não deixa de fumar no local, mostrando seu total descaso para com a mulher.

Resultado de imagem para ed harris mae
Ed Harris representando o 'Homem' / Divulgação

Enquanto o Homem sofre com crises tosses horríveis, Ele, ao invés de dar atenção à sua esposa que de sente sozinha, sempre está ao lado do Homem. Ele ajuda o Homem a se curar, segurando sua cabeça enquanto o homem passava mal no banheiro, caminhando com o Homem para que o visitante conseguisse respirar um ar mais puro.

Mãe não gosta nem um pouquinho da visita, que logo se acomoda em sua casa, pegando comida sem permissão, sentando-se onde não deve. Ela já estava exausta da visita indesejada, quando de repente, a campainha toca mais uma vez. 

Por que a campainha estava tocando em uma casa isolada? Até então nunca ninguém havia visitado o casal. Então qual o motivo das visitas repentinas? Ao abrir a porta, Mãe se depara com uma Mulher 
(Michelle Pffeifer), a esposa do Homem desconhecido, que misteriosamente descobriu a localização da casa. 

A Mulher é uma moça bem mais velha, porém mais sensual, que ama seu marido acima de tudo e mal chega na casa, mas já logo dá pitacos na vida amorosa de Mãe, provocando-a sobre a diferença de idades entre Mãe e seu marido, provocando-a Mãe, porque a mais jovem não tem filhos e parece frígida. 

Resultado de imagem para michelle pfeiffer mother
Os personagens 'Mulher' e 'Homem' durante uma cena de provocação / Divulgação

Não poderíamos nos estender ainda mais na trama, pois a partir daqui, tudo muda completamente, mas vamos à explicação de todas as alegorias mostradas até agora. Antes da cena de amor entre o Homem e a Mulher, este casal de visitas indesejadas adentra no quarto do poeta, mesmo que sobre protestos da 'Mãe' e acabam por pegara pedra preciosa do escritor, justamente uma peça que o próprio pediu para que nenhum deles tocasse.

Até mesmo Mãe disse para os visitantes não entrarem lá e não tocarem na pedra, mas eles a tocaram mesmo assim e a partir daí, o clima sombrio e caótico se instala dentro casa. Vemos os dois filhos do Homem e da Mulher invadir a casa do poeta. Um dos irmãos mata o outro, vemos pessoas estranhas que passam a entrar na casa sem permissão alguma da 'Mãe', vemos fãs do escritor entre outros mil detalhes que deixaremos de fora.

O mais importante é saber que a vida dos dois nunca mais será a mesma a partir dali. Você notou quem são os personagens da trama até agora? Vamos voltar ao lado religioso da história. 

Ele representa Deus, o criador do mundo, que fica inquieto enquanto não estiver criando. Mãe é ninguém mais ninguém menos que a Mãe Natureza, a Terra, uma das primeiras criações de Deus, daí a diferença de idades, pois a Natureza ainda é muito nova. 

Homem e Mulher são Adão e Eva, inclusive, vale lembrar que o Homem está ferido no início da trama, em um de seus pulmões, antes de ser curado por Ele, mas no segundo dia após visita do Homem, surge a Mulher do Homem.. 

Os dois filhos do Homem e da Mulher representam Cain e Abel, os irmãos que se odeiam e eventualmente se matam (apenas um deles é morto). Os fãs do escritor Ele, na verdade são seus fiéis seguidores e ao longo do filme, você definitivamente irá entender o porquê.


Resultado de imagem para mother the movie


Há quem diga que o filme foi uma enorme crítica a instituição religiosa e até mesmo ao próprio Deus, pois o que vemos aqui, representando o criador, é um 'homem cruel', que pouco se importa com a Terra (sua esposa), mas que almeja ser adorado, ter mais fiéis e receber mais presentes e que de certa forma, possui personalidade, assim como os Deuses Gregos. (Isso lembra American Gods). 

É incrível ver como os fãs (fiéis), passam da fase de admiração para a fase de adoração em questão de segundos e logo depois, vemos fiéis distorcendo as palavras do poema e brigando entre si. Isso é uma alegoria genial para a separação da sociedade por religiões. Vemos pessoas na cena se matando, por causa de suas interpretações diferentes das palavras do poema.

Resultado de imagem para mother movie

Podemos ir até mesmo além na trama e enxergar a história da Mãe como uma mulher. Ela é uma mulher, que sofre calada, que é tratada como capacho não apenas por seu marido, mas também pela sociedade. É uma mulher que não tem voz, pois toda vez que pede um favor, as pessoas não a ouvem, principalmente seu marido.

Quando a personagem Mãe, finalmente engravida, Ele pouco liga, pois seu poema virou um sucesso mundial e agora ele tem fãs por todo mundo. Logo no primeiro encontro da Mãe com a Mulher, percebemos como a sociedade impõe a maternidade para as mães.

Os fãs e até mesmo o Homem e A Mulher, respeitam e endeusam apenas Ele, enquanto Mãe, fica a ver navios. Isso é definitivamente uma alusão a impotência da mulher na sociedade e você, como expectador se sente da mesma forma que a personagem Mãe.

Será que se ela der um filho ao poeta, Ele finalmente vai valorizá-la? 


Resultado de imagem para mother movie jennifer

No filme temos até uma cena fortíssima de linchamento, alguns dias após o parto. A criança é tratada como um objeto de consumo para os 'fiéis', enquanto a mãe é apedrejada, leva chutes e socos, ouvindo palavras como 'Vadia! Piranha, sua vaca! Você está morta! Batam nessa doida! Sua rapariga! Batam nessa porca!"

É uma das cenas mais fortes e chocantes do filme, que mais uma vez, fazem alegoria ao tratamento que a sociedade dá à todas as mulheres, principalmente aquelas que acabaram de dar a luz. A partir do momento em que o bebê nasce, a Mãe passa a ser tratada como escória.
Mãe! não é um filme para todos, não é fácil de ser entendido, mas se a intenção era provocar, Darren conseguiu fazer isso de forma primorosa!

Nota: 4/5