Navigation Menu

[Cobertura] POC CON 2019



Por Victoria Hope

Nesse final de semana aconteceu a 1ª edição da POC CON, o primeiro evento de quadrinhos voltado ao público LGBTQ+ em São Paulo. O bairro da Vila Mariana ganhou muitas cores durante o evento que recebeu cerca de 73 artistas nacionais, que tiveram a oportunidade de mostrar seus trabalhos para mais de 20 mil pessoas que visitaram a feira no sábado.

Desde quadrinhos originais a fanarts, havia opções de arte para todos os gostos e bolsos, com muita diversidade e talento de sobra. Iniciativas como a POC CON trazem um novo fôlego ao mercado nacional de quadrinhos e ilustração e demonstram a importância de trazer títulos cada vez mais diversos para dentro do mercado geek.

Ao longo do dia, os visitantes tiveram a oportunidade de adquirir artes, adesivos e  participar de bate-papos e palestras com convidados de peso como o desenhista Picolo, da DC Comics e a quadrinista ícone Laerte, além de conferir o primeiro concurso de cosplay lip sync em um evento nerd.

Segundo a organização, um dos principais pontos do evento é inclusão de um evento geek voltado ao público LGBTQ+ no calendário anual de abertura que antecede a Parada LGBT e a receptividade da feira não poderia ter sido mais incrível, pois o público excedeu as expectativas e demonstrou estar disposto a investir no evento para que em suas próximas edições, a POC CON seja ainda maior.


O evento gratuito começou cedo para fãs que estavam prontos para conhecer todos os expositores e isso apenas uma amostra da importância e peso de um evento tão diverso. As filas de espera para entrar na POC CON levavam de 2 a 3 horas, mas nem por isso os visitantes desanimaram, pois o processo foi muito bem organizado para comportar todos que queriam passar pelos corredores.


Para visitantes do evento, a organização separou diversos kits temáticos, incluindo sacolas personalizadas com o logo do evento, onde os consumidores podiam guardar todas as artes que compraram nos corredores da feira e de quebra, levar um pequeno souvenir da POC CON


No total, foram 345 artistas LGBT+ de todo o país inscritos para o evento, mas ao final, a organização teve a árdua tarefa de selecionar apenas 73 dos nomes por conta do espaço limitado. Essa é uma das grandes provas de que o Brasil possui muita diversidade no mercado de quadrinhos, mas o que faltava era a diversidade e agora com eventos como a POC CON, essa realidade está começando a mudar.


Conversamos com a equipe do grupo Indie Visivel, um grupo de quatro roteiristas e desenhistas de diversas regiões do Brasil, que se uniram para publicar quadrinhos autorais. Por meio de projetos do Catarse, o grupo lança de forma independente diversos quadrinhos com temáticas que vão do LGBT ao Dungeons & Dragons.


A equipe Indie Visivel é a única editora brasileira responsável pelos quadrinhos oficiais da campanha americana do RPG 'Pugmire' e além desse projeto, o grupo oferece também diversas obras nacionais originais, incluindo os quadrinhos da Leona Pop, Lobo Mau e o Gato & Sua Lua 


Além da grande variedade de quadrinhos LGBT, encontramos muita representatividade negra no evento, o que foi uma surpresa ainda maior. Vale lembrar que durante os bate-papos da semana POC CON, o evento também foi palco para bate papo sobre representatividade negra nos quadrinhos e na mídia.


Outro projeto incrível que encontramos no evento, foi a divulgação da equipe do Projeto Tormenta 20, voltado a obras e antologias do universo de Dungeons & Dragons. Com um projeto de financiamento coletivo, a equipe é responsável pela tradução e adaptação de todas as obras de RPG, além de também promover podcast com campanha pela plataforma twitch. Para saber como apoiar esse projeto, basta acessar www.tormenta20.com.br


Fãs de moda alternativa também ganharam espaço no evento, com um estande de vendas de acessórios e colecionáveis geeks feitos de pelúcia pela equipe do Ponto Pipoca. Além de fazerem todos os produtos a mão, a equipe também trabalha com figurinos de musicais nacionais.


Eram tantos prints lindos pelos corredores que a tarefa de escolher era praticamente impossível. A dupla Vitor & Dino apostou em fanarts fofíssimos além de postais com personagens originais de seus quadrinhos.


Nos apaixonamos completamente por essa coleção de paper dolls de Vic Matos. Além das bonequinhas colecionáveis, o artista também trouxe prints e pins de metal inspirados em Rupaul's Drag Race e Pabllo Vittar.


O artista Kyreryk trouxe prints e seu quadrinho original Káros, que conta a história de uma mulher que se perde no meio de uma floresta e acaba em um mundo completamente novo, encontrando criaturas misteriosas enquanto luta para achar o caminho de volta para casa.


Que tal uma pausa para o lanche? A POC CON trouxe três opções de alimentação para os visitantes, incluindo um espaço dedicado a doces e sobremesas, com direito a macarons e cupcakes super coloridos além de café quentinho.


A dupla Vagalumie apostou em adesivos fofíssimos inspirados em animações como Hora de Aventura e Steven Universe, além de tirinhas de comédia original, como a hilária série "Engraçada, mas nem tanto".


O grande destaque do evento ficou por conta do concurso de cosplay lip sync, uma iniciativa totalmente inédita, onde cosplayers puderam dublar suas músicas favoritas ao melhor estilo RuPaul, enquanto vestiam os cosplays de seus personagens favoritos. A receptividade do público foi tão grande, que o concurso foi dividido em três baterias diferentes com 5 a 6 competidores por hora.


A cosplayer Lizzie Lestrange levou o público à loucura com sua performance que teve direito até a troca de figurino, contando a história completa do personagem Naruto ao som de "When I Grow Up' das Pussycat Dolls.


A cosplayer de Miss Joke arrasou cantando Bad Romance da Lady Gaga para os jurados, fazendo uma brincadeira em referência ao seu amor não correspondido pelo personagem Aizawa de Boku No Hero Academia.


Maggi Padfoot performou com cosplay de Klaus Hargraves ao som de "Don't Stop Me Now" do Queen. A família de Umbrella Academy com certeza estaria bem orgulhosa. 


A grande vencedora da primeira bateria do concurso foi Chun Li, que performou um medley de músicas icônicas LGBT, desde K.O da Pabllo Vittar a 'Sissy That Walk' de RuPaul's Drag Race.


E o querido herdeiro Baratheon que performou ao som de "So Emotional" da icônica Whitney Houston, com direito a homenagem à drag Sasha Velour? 


Todos os candidatos da primeira bateria estavam de parabéns porque a POC CON foi abaixo com tantos gritos dos visitantes. Fica a dica para que mais eventos invistam em uma iniciativa tão divertida e inusitada quanto essa, afinal, é disso que o universo do cosplay precisa: Inovação.


Finalizamos o evento com muitos produtinhos incríveis, incluindo esse print inusitado de Good Omens da artista Germana Viana Comics. O evento foi mais do que incrível e torcemos para que venham muitas edições nos próximos anos.

Para saber mais sobre como apoiar a equipe da POC CON, não deixe de seguir o evento no Facebook e no Instagram oficial, além de visitar o site para mais novidades. Nos vemos na próxima edição :) 

0 comments:

Homem-Aranha no Aranhaverso tem sequência confirmada



Por Victoria Hope


Já estava morrendo de saudades do Miles Morales? Então temos uma ótima notícia. A animação vencedora do Oscar vai ganhar uma sequência, afirmou a produtora Amy Pascal.

O vencedor do Oscar de Melhor Animação, 'Homem Aranha no Aranhaverso' vai ganhar uma sequência no ano que vem. A direção ficará por conta de Joaquim dos Santos, conhecido por seus trabalhos em animações como "Avatar: A Lenda de Aang', da Nickeloeon e Liga da Justiça Sem Limites.

Por enquanto não há uma data certa para o lançamento, mas o hype já está la em cima. Vale lembrar que o novo filme do aranhoso também estreia na semana que vem nos cinemas e está sendo muito aclamado pela crítica e por fãs que já assistiram ao filme nos Estados Unidos.

Homem Aranha: Longe de Casa estreia no dia 4 de julho em todos os cinemas do Brasil

0 comments:

A primeira edição da POC CON acontece nesse final de semana em SP





Por Victoria Hope

Como estão os ânimos para a primeira POC CON? A primeira edição épica do evento voltado à artistas LGBTQ+  promete impactar o público durante um sábado cheio de artes incríveis, muito bate papos, concursos e muito mais. 

A POC CON acontece neste sábado, 22 de junho, das 10h às 19h, no espaço Osaka Naniwa-Kai (Rua Domingos de Morais, 1581 – próximo ao metrô Vila Mariana – São Paulo/SP). Vale lembrar que a entrada é completamente gratuita.

Entre as atrações, além dos mais de 60 artistas selecionados para expôr suas artes no evento, os visitantes também poderão comprar diversos produtos das lojinhas expositoras, acompanhar bate papos sobre representatividade e também participar do primeiro concurso de cosplay com lyp sync (dublagem de música) bem ao estilo 'RuPaul'.


O grupo Cosplay Art em parceria com a Poc Con estará realizando um concurso de cosplay completamente diferente de tudo que você já viu! Além de se caracterizar como o personagem, os participantes deverão realizar uma performance de Lip Sync.

A melhor apresentação ganhará uma credencial para a CCXP 2019, o segundo lugar ganhará um voucher de R$500,00 no Mantra Tattoo e o terceiro colocado receberá um kit do evento.

Todas as regras do Concurso Cosplay Lip Sync Challenge da Poc Con podem ser lidas aqui e as inscrições devem ser feitas nesse link.

Foto: Equipe da Poc Con ontem durante o bate papo na Casa 1 / Divulgação

Além da programação bem diversa no evento, a POC CON já começou os trabalhos com tudo, promovendo diversas palestras e bate papos sobre representatividade, feminismo, a luta contra o racismo e preconceito entre outros temas na Casa 1 em São Paulo.

Em Junho, no Mês do Orgulho LGBTQ+, além do evento, a cidade irá também promover diversas ações e programações especiais para celebrar a luta, incluindo a Parada do Orgulho LGBTQ+ que acontece nesse final de semana em São Paulo.

Confira a lista completa de artistas da POC CON 2019: http://poccon.com.br/artistas/

No beco dos artistas da POC CON você vai encontrar 60 artistas LGBTQ+ com estilos variadíssimos e opções para todos os gostos e bolsos. O foco principal são os quadrinhos originais para incentivar o mercado nacional de HQs, mas será possível encontrar outros projetos como ilustrações, chaveiros entre outros produtos para você colecionar.

Fique ligado em todas as redes sociais do evento e não se esqueça de usar a hashtag #POCCON2019 em suas redes também. Nossa equipe vai estar por lá nesse sábado cobrindo o evento no nosso instagram também, então não se esqueça de seguir a tag #AmelieNaPocCon 

0 comments:

Umbrella Academy | Elenco celebra início de filmagens da 2ª temporada


Por Victoria Hope

Chegou o nosso momento, Gerard - Fãs!!! O showrunner da série The Umbrella Academy , Steve Blackman, divulgou uma nova foto no set da segunda temporada, anunciando o início de filmagens de novos episódios.

Baseada na HQ de Way, ex-vocalista do My Chemical Romance, com o artista brasileiro Gabriel Bá (Dois Irmãos), Umbrella Academy acompanha uma família disfuncional e afastada de heróis tendo que seu unir após a morte misteriosa de Sir Richard Haargreves, excêntrico bilionário que os adotou quando eram apenas crianças peculiares.

Confira a foto do diretor:

https://www.instagram.com/p/Byz8_4jgo9w/


A primeira temporada de Umbrella Academy está disponível no catálogo da Netflix e a segunda ainda não tem previsão de estreia.

0 comments:

[Review] Toy Story 4


Por Victoria Hope


O anúncio de uma 4ª produção de Toy Story definitivamente foi uma surpresa, pois para muitos fãs, o terceiro filme havia fechado o ciclo dos brinquedos falantes, porém mal sabíamos que ainda havia fôlego para contar mais uma história nesse universo.

Toy Story 4 conseguiu mostrar o amadurecimento não apenas da trama, como da produção em um todo, além de conversar ainda mais com o público adulto. O tema da vez é sem dúvida o desapego e a necessidade de deixarmos certas coisas para trás se quisermos evoluir e seguir em frente.

No novo longa, revemos todos os personagens clássicos da saga, incluindo Woody, Buzz, Bonnie, Betty e todos os outros, mas também somos introduzidos a novos personagens maravilhosos, sendo estes a vilã Gabby Gabby (Christina Hendricks) , Duke Kaboom (Keanu Reeves) o fofo Garfinho (Forky) e a dupla hilária Bunny (Jordan Peele) & Ducky (Keegan-Michael Key).

Muito além do que já foi explorado nos filmes anteriores, há uma maturidade emocional enorme nessa nova animação. Toy Story sempre foi uma história sobre mudanças, sobre crescer e amadurecer, além de encontrar seu propósito no mundo em meio há despedidas e reencontros.

Em Toy Story 4, novamente nos deparamos com a libertação simbólica da infância para a vida adulta, mas dessa vez quem passa por essa mudança é o brinquedo, no caso Woody, ao invés dos humanos da trama.

Imagem: Disney / Pixar
Um dos únicos problemas dessa nova versão definitivamente é o foco excessivo em apenas um personagem, o Woody, enquanto todos os outros acabam se tornando meras escadas para o protagonista, inclusive o próprio Buzz se torna apenas o alívio cômico, porém, de forma alguma isso retira a importância dessa produção.

Na nova trama, Woody e os brinquedos vivem uma vida tranquila com sua nova criança, a Bonnie, porém, nem todos os brinquedos são os favoritos da garota e isso acontece com o Woody no primeiro momento.

Cansado, o caubói se vê abandonado no armário pegando poeira enquanto todos os outros brinquedos se divertem com a criança. Woody vê que já não é o brinquedo favorito, pois para Bonnie, Jessie a representa mais do que o antigo xerife, então o boneco, outrora querido por Andy, pela primeira vez em sua existência tem que aprender que nem sempre será a primeira opção.

Para variar, como sempre, Woody se coloca em risco para tentar resolver os problemas, sendo que a nova crise é o fato de Bonnie não se sentir segura para ir até a escola sem brinquedos. É aí que o velho xerife entra em ação, pulando na mochila da menina, para que ela tivesse um brinquedo de companhia para sua primeira aula.

Imagem: Disney / Pixar
Durante a primeira aula, Woody acaba ajudando Bonnie a criar um novo brinquedo feito com coisas que ele encontrou no lixo, o problema começa quando o 'brinquedo' improvisado ganha vida, mas em sua consciência, é apenas lixo.

Mesmo sendo apenas um garfo de plástico, o Garfinho imediatamente se torna o brinquedo favorito da menina, então é claro que nosso cowboy favorito não deixaria de proteger a nova criação da garota, que por mais peculiar seja, é o brinquedo que Bonnie mais ama naquele momento.

Garfinho é a absolutamente hilário, age como uma criança curiosa sobre tudo e de forma menos superficial, representa a dualidade da identidade de gênero. Com muito bom humor e é claro,  a boa e velha dose de emoção, aprendemos valiosas lições nas interações entre cowboy e garfo.


Na trama ainda conhecemos Gabby Gabby, a grande vilã da história, que aqui é representada por uma boneca antiga que vive em um antiquário empoeirado. Ela definitivamente representa a metáfora de ideias antigas que não pertencem mais a sociedade moderna.

A frase que me vêm a mente quando penso na vilã, é aquela que diz: "Os pais não devem criar seus filhos da forma que foram criados, pois seus pais os prepararam para um mundo que já não existe mais". Essa é a saga de Woody e Gabby Gabby no filme, pois o seu tempo de ter uma criança já passou; aquela época dourada que os dois amavam, já não existe mais e o mundo não é mais o mesmo e está tudo bem ser assim.

Em Toy Story 4, a grande lição que aprendemos é que amizades esfriam, pessoas mudam e a sociedade inteira também muda. Woody, a duras penas, tem que aprender a lição de que não devemos viver do passado e sim trilhar nosso próprio caminho, mas que tudo isso só será possível se nos desprendermos de coisas do passado que nos impedem de seguir em frente.

Imagem: Disney / Pixar
Outro destaque do novo filme é sem dúvida a evolução de Bo Peep (Betty), a outrora pacífica porém habilidosa pastorinha de ovelhas. Na nova saga ela demonstra estar ainda mais empoderada, madura e livre das amarras que a prendiam aos humanos.

Betty foi retirada do quarto da irmã do Andy e acabou se perdendo para sempre, mas na verdade, a boneca se encontrou de forma metafórica na trama. Ela entendeu seu propósito e agora tenta ensinar tudo o que aprendeu nas ruas após tantos anos vivendo como um brinquedo perdido.

Em um momento do filme, Betty diz ao Woody que ser um brinquedo perdido não é de todo mal, porque agora finalmente como um brinquedo perdido, a boneca se sentiu verdadeiramente livre. Ela demonstra não sentir arrependimentos, apesar de sentir saudades de sua dona vez ou outra.

Isso é crescer, isso é se tornar um adulto e entender que nem sempre precisamos estar na vida de quem um dia já foi muito importante para todos nós. Em meio a risadas e lágrimas, Toy Story 4 é o melhor filme da saga e mostra que é possível ensinar lições novas para todas as idades e que o tempo apenas fez bem tanto em termos de roteiro quanto a evolução impecável do CGI.

Nota: 9.5/ 10

0 comments:

Sitiados: México | Nova série da Fox Premium 1 é estrelada por Alfonso Herrera e Eréndira Ibarra



Por Victoria Hope

No dia 26 de julho, às 23h30, estreia no FOX Premium 1 a superprodução original Sitiados: México! 

A nova atração original intitulada “Sitiados: México” será estrelada pelos atores Alfonso Herrera (Sense 8) e Eréndira Ibarra (Sense 8), a série recria o México durante sua colonização, trazendo uma história onde nativos e invasores buscavam definir o destino daquele território e assegurar a própria sobrevivência.trará uma nova história e novos personagens. 

A trama se situa desta vez em pleno território mexicano no século XVII para revelar seu processo de colonização através de cenários históricos e um elenco de primeira linha liderado pelos mexicanos Alfonso Herrera e Eréndira Ibarra. 
 
Com base na história dos vários locais onde a América sofreu no século XVII com a conquista espanhola, esta nova história, livremente inspirada em fatos, ocorre entre 1660 e 1680. Entre os ataques e saques sofridos em Vera Cruz, no México, nativos e invasores buscam definir o destino daquele território e assegurar a própria sobrevivência.  Não só a cidade está sob cerco, mas também os personagens, suas vidas, seus futuro e decisões.
 
"Estamos orgulhosos de apresentar uma nova produção da nossa franquia 'Sitiados' que mostra, entre os nativos, invasores, piratas e espanhóis, outra face da colonização", diz Mariana Pérez, diretora de Produção Geral de Entretenimento da The Walt Disney Company. "Com 'Sitiados: México' nossa empresa aprofunda o foco em reunir histórias locais que se destacam, a partir da ficção, história, cenários e talentos de cada país, com relevância para toda a América Latina", acrescentou.
 
Depois de duas produções ambientadas na Patagônia Chilena e em Cartagena, na Colômbia, a história de "SITIADOS: MÉXICO" concentra-se desta vez no personagem Lorenzo (Alfonso Herrera), um capitão misterioso e refinado, que retorna à cidade portuária onde ele nasceu para vingar a morte de seu pai e recuperar a joia mais preciosa de sua família: o lendário colar da serpente, que Cortés teria roubado em Moctezuma.
 
Leon era apenas uma criança quando testemunhou seu pai ser injustamente sentenciado à forca. 15 anos depois, ele retorna a Vera Cruz se passando pelo Capitão Lorenzo com a desculpa de que precisa reabastecer seu navio. Mas seus propósitos são outros. Na mesma noite de sua chegada, ele ataca a cidade e revela a todos quem ele realmente é: um saqueador cruel, capaz de qualquer coisa.
 
Os oito episódios, cada um com duração de uma hora, de "SITIADOS: MÉXICO" levam a ação em cenários históricos únicos, desde imponentes fortalezas até fazendas de diferentes cidades mexicanas como Texcoco, Morelos e até a própria Vera Cruz, refletindo uma cuidadosa adaptação da época. A aventura e a ação alcançam momentos épicos tendo o esplendor da herança mexicana como pilares, nos quais se refletem a beleza e as experiências das culturas pré-colombianas.
 
O elenco liderado por Alfonso Herrera (“El Elegido”) e Eréndira Ibarra (“Sense 8”) conta com Julio Bracho (“El Cesar”), Cassandra Sánchez Navarro (“Sense 8”), Juan Manuel Bernal (“Las siete Muertes”), Roberto Sosa (“Run Coyote Run”), Christian Vázquez (“3 Idiotas”), Juan Pablo Santiago (“Club de Cuervos”), Claudio Lafarga (“Guerra de Ídolos”), Harold Torres (“Run Coyote Run”), Ari Brickman (“José José), Jorge A. Guerrero (“Roma”), Paulette Hernández (“Mis Demonios Nunca Juraron Soledad”) e Iazua Larios (“El Mito Sigue Vivo”).
 
Escrita pelo argentino Willy Van Broock (“Sitiados 2”) e dirigida pelos mexicanos Sebastián del Amo (“Cantinflas”) e Álvaro Curiel (“Acorazado”), “Sitiados: México” é uma produção de FOX Premium e Estudios Teleméxico
 
Os episódios de “Sitiados: México” chegam a toda América Latina exclusivamente no FOX Premium a partir de 26 de julho, sexta-feira, com capítulos inéditos exibidos semanalmente às 23.30 hs. no FOX Premium 1

0 comments:

Toy Story 4 | Lojas Americanas promove ações especiais novo filme da Disney e Pixar


Por Victoria Hope

Já preparou os lencinhos? Toy Story 4 estreia amanhã (20) nos cinemas brasileiros! O mais novo filme da franquia promete movimentar os mercados de varejo e entretenimento com muitas novidades para os pequenos e para os fãs que adoram uma nostalgia.

Para receber em grande estilo o querido cowboy Woody, o patrulheiro das galáxias Buzzlightyear e os novos personagens, a Lojas Americanas e Americanas.com , em parceria com a Disney, realizam diversas iniciativas para promover os milhares de brinquedos da saga.

A ação acontece entre os dias 17 de junho a 1º de julho , em 56 unidades da rede de varejo espalhadas por 12 estados do Brasil.

Realizada em conjunto com o maior grupo de mídia e entretenimento do mundo, a parceria irá oferecer uma experiência completa aos clientes e fãs de Toy Story. Durante a ação, crianças e fãs de todas as idades poderão acessar um extenso conteúdo relacionado ao clássico da Disney, como jogos, vídeos e curiosidades sobre os personagens, além de produtos disponíveis nas lojas ou no site.

Quem visitar as unidades participantes da Lojas Americanas também encontrará uma decoração especial e um totem do "Toy Story 4", onde será possível tirar fotos com seus personagens favoritos para postar nas redes sociais com a hashtag #temtoystory. Para garantir ainda mais diversão, um game interativo promete agitar quem baixar o aplicativo da Americanas.com. No jogo, os participantes que atingirem 500 pontos ganharão um cupom de 15% de desconto para a compra de qualquer brinquedo disponível no site e no app, incluindo os produtos de Toy Story.


A ação ocorrerá, simultaneamente, no site Americanas.com e em unidades selecionadas da Lojas Americanas nos estados de Rio de Janeiro, São Paulo, Ceará, Minas Gerais, Distrito Federal, Goiás, Amazonas, Pernambuco, Bahia, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Os consumidores poderão adquirir os produtos nas unidades das Lojas Americanas ou pelo site da Americanas.com, com a opção de retirada em loja ou receber no endereço informado no pedido.

0 comments:

Liberado trailer oficial de Frozen 2


Por Victoria Hope

Um novo trailer de “Frozen 2”,  do Walt Disney Animation Studios, foi revelado nesta manhã oferecendo um vislumbre da dramática jornada que Elsa e Anna seguem rumo ao desconhecido. Da equipe vencedora do Oscar® - os diretores Jennifer Lee e Chris Buck, o produtor Peter Del Vecho e os compositores Kristen Anderson-Lopez e Robert Lopez. “Frozen 2 ” estreia nos cinemas brasileiros em 2 de janeiro de 2020



Kristen Bell, Idina Menzel, Josh Gad e Jonathan Groff reprisarão seus papéis na sequência, que terá também a volta dos diretores Chris Buck e Jennifer Lee. Em novembro, Lee afirmou que o longa mostrará as irmãs longe de Arendelle.

Frozen 2 estreia nos EUA em 22 de novembro de 2019 e chega ao Brasil em 2 janeiro de 2020.

0 comments:

Up!ABC Fest 2019 | Sábado e Domingo



Por Victoria Hope

Nesse final de semana aconteceu mais a edição "Game Zone" do Up!ABC Fest, um dos maiores eventos dedicados a cultura geek de São Paulo, que anualmente acontece no Centro Universitário Anhanguera de Santo André.

Essa edição trouxe a proposta inédita de 'Game Zone', com áreas dedicadas ao universo dos games, incluindo espaços para jogos, exposição de jogos e consoles clássicos, além de diversos campeonatos e gameplays ao vivo.

Outra coisa que não poderia faltar são os cosplayers, que invadiram os corredores durante o final de semana, apresentando temas que variaram dos games aos animes, mangás e filmes Hollywoodianos, com direito até mesmo a participação do próprio "Stan Lee", pelo menos o cosplayer dele, não é? 

Mais uma vez o evento ofereceu uma ampla programação para os visitantes, oferecendo novas opções de diversão para toda a família, de bandas de anime songs a concursos de 'cospobre' e cosplay', além de bate papos com convidados especiais.


O Artist's Street desse ano recebeu diversos artistas e ilustradores brasileiros, que exibiram suas artes originais e fanarts no evento. Essa é uma ótima iniciativa para divulgar nomes brasileiros da indústria e apresentar novos trabalhos ao mercado de arte.


Seguindo o tema 'Game Zone', o evento trouxe diversos consoles, que variavam dos clássicos aos mais modernos como Nintendo e playstation 4. Para quem curte dançar, o Wii e a equipe do Just Dance Brasil também marcou presença no evento. 


Falando nos clássicos, essa edição trouxe até mesmo as máquinas de pinballs, jogo que marcou a infância de muitos que nasceram nos anos 80. Lost in Space e Viper eram alguns dos jogos favoritos da época que também estavam disponíveis no evento. 


Leonardo, um dos cosplayers do evento, comenta que participa do evento desde a primeira edição e não poupou elogios ao espaço dedicado à cosplayers. 


Muitas pessoas de fora desconhecem esse fato, mas cosplay não é apenas voltado ao mangá e anime e sim, todo e qualquer tema relacionado a cultura pop. Aliás, você sabia que o cosplay nasceu na década de 70 nos Estados Unidos? Os primeiros registros de cosplay surgiram em uma convenção de Star Trek na Califórnia.  


Muitas atrações diferentes aconteceram nos três palcos dessa edição. Além dos tradicionais concursos e shows de banda, algumas das atrações ficaram por conta de gincanas, sorteios e bate papo com dubladores. 


Jojo's Bizarre Adventure Parte 5 fez sucesso nos corredores do UP ABC dessa edição, além de personagens de outras fases da saga. Atualmente o anime está disponível no serviço de streaming da Crunchyroll. 


Para fãs de anime, as lojas temáticas trouxeram diversos produtos licenciados, desde action figures raros a travesseiros temáticos com personagens e acessórios para fãs e cosplayers de diversos animes da temporada. 


O segundo palco do evento recebeu diversos shows temáticos que apostavam em anime songs que marcaram as principais aberturas de anime das últimas décadas, além de muito rock n roll, incluindo clássicos de System of A Down entre outras bandas.  


Espaços para photoshoots não faltaram no evento, com direito a mini chafarizes, espaço de gramado com amplo espaço verde, além de estúdios fotográficos que ofereciam sessões de fotos gratuitas para cosplayers visitantes. 


Outro destaque dessa edição foram os sorteios que aconteceram ao longo da programação, onde visitantes poderiam ter a chance de ganhar videogames, iPads entre outros aparelhos eletrônicos favoritos entre os fãs de cultura geek.

Nos vemos no ano que vem em mais uma edição do Up!ABC Fest! Até lá e não esqueça de ficar ligado em todas as redes sociais do evento para saber a data da próxima edição :) 

0 comments:

[Review] Good Omens | Uma história de amor em meio ao Apocalipse


Por Victoria Hope

Atenção: Contém Spoilers da 1ª Temporada

Nos últimos tempos, a Amazon Prime tem trilhado o caminho para se tornar um dos mais bem sucedidos serviços de streaming da atualidade e produções como American Gods e Good Omens (Belas Maldições), ambas adaptações da obra de Neil Gaiman, tem se mostrado alguns dos maiores acertos do serviço.

Good Omens, uma das obras mais aclamadas de Terry Pratchett  e Neil Gaiman, foi lançada no ano de 1990, como uma comédia britânica onde dois demônios nutrem uma inusitada amizade e juntos tentam deter o apocalipse iminente.

Quase 30 anos depois do lançamento do livro, Neil finalmente decidiu adaptar a obra, a pedido do próprio colega autor Terry, que infelizmente faleceu em 2015 e nunca conseguiu ver o projeto finalizado.

Segundo Gaiman, um dos últimos desejos de Terry era que o autor Neil dirigisse e fosse o showrunner do próprio show e Gaiman, apesar de ser extremamente tímido e ansioso, acabou aceitando o pedido, produzindo e roteirizando a série que estreou nessa virada de maio para junho.

No elenco temos nomes já muito conhecidos na indústria da televisão e cinema britânicos, sendo eles David Tennant (Doctor Who), Michael Sheen (Crepúsculo), ao lado do americano John Hamm (Mad Men).

Aziraphale e Crowley / Amazon Prime Studios
Good Omens começa de forma semelhante a sua série 'irmã' American Gods, destrinchando detalhes sobre a mitologia dos deuses e divindades que pairavam sobre o mundo desde o início dos tempos até os dias de hoje, tudo isso embalado ao som dos clássicos da banda Queen.

Com o bom e velho humor ácido britânico, conhecemos os dois protagonistas, Aziraphale, um anjo e Crowley, um demônio, que juntos nutrem uma nada usual amizade há mais de 6.000 anos e vivem juntos na Terra para observar o progresso da humanidade.

Aziraphale, um dos anjos mais puros do céu, recebe a missão de guardar os portões do Éden, enquanto Crowley, antigamente conhecido como a serpente 'Crawley', é incumbido de tentar Eva a provar do fruto proibido.

Logo no início, os dois 'estranhos' criam um laço, descobrindo que tem mais coisas em comum do que diferenças. Passam-se 6.000 anos e acompanhamos toda a amizade entre os dois desde os primórdios até os dias mais modernos.

Ao longo da série, vemos como as dinâmicas de ambos mudaram ao longo de tantos milênios juntos e agora, ambos devem se unir novamente para encontrar o jovem anticristo, que está prestes a renascer em nosso mundo, apesar de que ambos tem missões completamente diferentes; Enquanto o anjo deve encorajar o garoto a fazer o bem, o demônio deve tentar o garoto a fazer o mal, porém tudo dá errado quando eles escolhem a criança errada.

Cena icônica do terceiro episódio que mostra a amizade de milênios das criaturas / Amazon Prime Studios
No presente (2019), Aziraphale é dono de uma livraria em Soho, um de seus maiores sonhos, sendo um anjo apaixonado por leitura e Crowley se torna um dos grandes empresários de Londres, que tem capangas por toda a cidade.

Apesar dos tempos mudarem, os dois seres místicos continuam os mesmos em seus corações, apesar de que ambos foram tocados de uma forma ou outra pela natureza angelical de um e demoníaca de outro. Uma das principais mensagens da série, aliás, é justamente essa: a convivência entre as diferenças e a importância da empatia.

Quando questionado sobre a relação de Aziraphale e Crowley, o ator Michael Sheen contou ao portal Comic Book, que interpreta o anjo apaixonado pelo demônio. O britânico também confessa que após o término das gravações, leu algumas 'fanfics' do 'ship' e que isso o inspirou ainda mais a ir por essa direção do romance.

Em entrevista, Neil Gaiman também afirmou em seu twitter que ssa história é uma história de amor milenar, mas também lembra que Aziraphale e Crowley não são homens, tampouco humanos, então essa seria simplesmente uma história de amor entre dois seres místicos.

Arcanjo Gabriel, um dos personagens mais hilários e sarcásticos da série / Amazon Prime Studios
Apesar da série apresentar algumas diferenças em relação ao livro Good Omens, todas as novas adições simplesmente acrescentaram ainda mais tempero a história, que mesmo antes de ser adaptada para a TV já abordava temas importantes como a questão política e questões sociais que ainda assolam o mundo até hoje.

Leve, engraçada e divertida na medida certa, Good Omens é ainda melhor que o livro e a todo o momento em que Crowley e Aziraphale não estão em cena, a audiência imediatamente sente falta de ambos, afinal, não é a toa que os dois atores de maior peso na indústria televisiva britânica foram chamados para interpretar os protagonistas.

Agora para fechar com chave de ouro, para quem não tem muita vivência ou costume de assistir séries britânicas, muitas das piadas ácidas easter eggs britânicos passaram despercebidos, mas para isso, criamos uma listinha amiga abaixo para explicar cada um dos momentos que são desconhecidos para quem não acompanhou Doctor Who ou programas infantis britânicos como o bom e velho Blue Peter.

Konnie aparece na televisão de Crowley para anunciar o apocalipse / Amazon Prime Studios
Para quem cresceu no Reino Unido, um dos programas favoritos de TV era o clássico Blue Peter, que foi apresentado por Konnie Huq! Em Good Omens, Konnie aparece como uma das apresentadoras do programa Sam & Pam na televisão do Crowley, anunciando o apocalipse.

Jornalista escocesa veterana fez uma ponta na série / God Omens
A icônica apresentadora britânica Kirtsy Wark é uma jornalista escocesa muito famosa na Inglaterra por apresentar o jornal da noite e também reconhecida por suas várias participações em Doctor Who e Spooks. Em Good Omens ela fala as notícias mais absurdas e mantém a cara extremamente séria, até mesmo na hora de fazer a piada interna sobre a M25, literalmente a estrada pesadelo dos britânicos.


Uma referência britânica LGBT pode ter passado também desapercebida para quem não conhece a história britânica. Em seu tumblr, Neil Gaiman comentou que o clube onde Aziraphale aprender a dançar o gavotte se chamava Guineas, sendo que o Hundred Guineas Club foi uma casa real e muito famosa no ano de 1880 na Inglaterra, onde homens se encontravam às escondidas com seus amantes, geralmente marinheiros, escritores e soldados. Bem sugestivo para nosso anjinho, não é mesmo?

O anticristo ao lado de seus melhores amigos / Amazon Prime Studios
As crianças são um show à parte na série, incluindo Adam, o anticristo que não possui um pingo de maldade no coração. Em um momento de Good Omens, as crianças brincam de Inquisição Espanhola, em uma clássica referência ao skit do comediante britânico Mel Brooks e também, é da boca das crianças que saem grande parte das referências de cultura pop como Doctor Who e Misfits.


Uma das piadas mais ácidas da série fica por conta de Jeffrey Archer, um ex político conservador britânico conhecido como autor best seller da Inglaterra. Para quem não conhece a história, Jeffrey foi preso em 2002 por perversão contra mulheres e por falso juramento na corte, mas mesmo assim, escreveu um livro de memórias da prisão e este livro se tornou outro best seller de sua lista.

Por esse motivo, na série, o Arcanjo Gabriel diz que algo cheia mal na livraria de Aziraphale e por cheirar mal, ele quer dizer a estante com os livros de Jeffrey, que mesmo com relatos no mínimo polêmicos, continua a ser um dos livros mais bem vendidos da Inglaterra até hoje.

Neil Gaiman é roteirista e showrunner dos seis capítulos e a  primeira temporada de Belas Maldições já está disponível na Amazon Prime Video.


Nota: 10/10

2 comments: