Navigation Menu

Featured Post

Ad Block

Featured Post

Ressaca Friends 2022 | Especiais de dublagem e mais atrações internacionais são anunciados

 

Por Victoria Hope

A Maru Division, organizadora do evento e  do Anime Friends anunciou nesta semana novas atrações do Ressaca Friends. Para delírio dos fãs, haverá especiais de dublagem sobre o filme One Piece Film Red e o anime Chainsaw Man. Diretamente do Japão, estão confirmadas as participações do produtor de animes Tetsuya Watanabe e do ator Kihachiro Uemura. 

O evento, que fecha o calendário geek na capital paulista, acontece nos dias 17 e 18 de dezembro no Distrito Anhembi e os ingressos já estão à venda. 

One Piece Film Red é o 15º longa da franquia e foi o primeiro a ser exibido em sala de cinema no Brasil, um marco para os otakus. Para celebrar este momento histórico, a Maru Division convidou para se apresentarem no Ressaca Friends os dubladores locais da obra: Bianca Alencar (Uta), Carol Valença (Monkey D. Luffy), Glauco Marques (Roronoa Zoro), Mauro Ramos (Jinbe) e Silvio Giraldi (Shanks). O especial acontece no primeiro dia de evento (17).

Chainsaw Man / Foto: Studio Mappa

O segundo especial de dublagem é dedicado ao anime Chainsaw Man, derivado da série de mangás com o mesmo nome e acontece no domingo (18). Para falar sobre a obra, foram escalados os dubladores Erick Bougleux (Denji/Chainsaw Man), Luisa Viotti (Makima), Pamella Rodrigues (Power), Sérgio Cantú (Aki Hayakawa) e o diretor de dublagem do programa Leonardo Santhos.

Na categoria artistas internacionais, um nome de peso. Kihachiro Uemura interpretou Dan, o Green Flash do Comando Estrelar Flashman, que marcou gerações. Ele também participou da série Super Sentai, como o vilão Chevalier em Chikyu Sentai Fiveman. Uemura também é dublador de animes no Japão e participou de títulos como Digimon, Gundam e One Piece.

Já para quem sonha em trabalhar com animes, os conselhos de Tetsuya Watanabe são valiosos. No currículo do produtor japonês estão sucessos em desenho animado e live action, como Naruto, Pretty Guardian Sailor Moon, Monster Rancher, Paradise Kiss, Hikaru no Go, Fullmetal Alchemist, Super Campeões, xxxHolic e Yu-Gi-Oh.

A programação do Ressaca está recheada de atrações inéditas e isso não é por acaso. “Os eventos – Anime Friends e Ressaca Friends - acontecem duas vezes por ano, mas a nossa equipe passa sete dias por semana pesquisando o que o público quer assistir. O lineup diverso e com novos nomes é fruto de um trabalho incansável da organização”, conta o CEO da Maru Divison, Juliano Aniteli. 

Universal Pictures revela trailer emocionante de Till - A Busca por Justiça

 

Por Victoria Hope

Esse é o momento mais propício para trazer uma das histórias mais tristes e assustadoras que marcaram pra sempre a comunidade negra nos Estados Unidos e que jamais deve ser esquecida. Till – A Busca Por Justiça, novo longa da Universal Pictures acaba de ter seu primeiro trailer divulgado. O longa, baseado na história de Emmett Till, chega aos cinemas brasileiros em 9 de fevereiro de 2023 e mostra a luta de uma mãe por justiça em um país dividido pela segregação racial.

O trailer resume o filme, que narra a história real de Emmet Till, assassinado aos 14 anos, por linchamento, durante uma visita ao Mississippi, em 1955. O vídeo inédito, divulgado no canal oficial da Universal Pictures no YouTube, mostra a luta de Mamie Till Mobley, mãe do garoto, na luta pelo Movimento dos Direitos Civis no EUA. O drama biográfico, dirigido por Chinonye Chukwu e escrito por Michael Reilly, Keith Beauchamp e Chukwu, produzido por Beauchamp, Reilly e Whoopi Goldberg, traz atuações impressionantes de Danielle Deadwyler como Mamie Till-Bradley, mãe de Emmett Till, Jalyn Hall, Frankie Faison, Haley Bennett e Whoopi Goldberg.

Confira o trailer:

Till – A Busca Por Justiça estreia nos cinemas brasileiros em 9 de fevereiro de 2023.

CCXP 2022 | Conheça os artistas negros que estarão no Artist's Valley

 

Por Victoria Hope

Falta apenas uma semana para o evento mais épico do ano, a CCXP 22 e como tradição, o evento conta com muitos artistas incríveis que estarão presentes no tradicional Artist's Valley, como é conhecido o beco dos artistas, o verdadeiro coração do evento, onde ilustradores do Brasil e do mundo estarão presentes trazendo uma infinidade de projetos, desde quadrinhos originais a fanarts e produtos temáticos.

Um dos grandes destaques notáveis desse ano é a quantidade de artistas negros que vão marcar presença no evento, batendo o record das outras edições, já que ao longo dos anos, pouquíssimos tem tido a chance de participar de eventos de grande porte, mas felizmente, estão ganhando cada vez mais espaço e trazendo cada vez mais diversidade ao universo artístico no meio geek. 

Pensando nisso, preparamos uma lista completa com todos os artistas negros que você irá encontrar na CCXP 22, que acontece de 1 a 4 de dezembro no Expo São Paulo. Vale lembrar que as credenciais ainda estão a venda até o dia 26 de novembro, então corra para garantir a sua entrada.

CONFIRA A LISTA

|Olivier  Coipel | *Artista Internacional 

Mesa: D10-D11 

Olivier Coipel é um quadrinista francês, que começou na Legião dos Super-Heróis da DC. Passou depois para a Marvel e vem produzindo trabalhos para a label desde então, trazendo títulos como New Avengers/X-Men, House of M e o aclamado Thor. Já para a DC, o artista trabalhou como capista de Batman e atualmente está na Image Comics, ilustrando 'A Ordem Mágica' de Mark Millar. 

|Alexandre Magalhães | 

Mesa: B06


Alexandre Magalhães é Designer gráfico, Produtor Gráfico no Dep. De arte em audiovisual, Diretor de Arte, Ilustrador e Storyboarder. Se destacam entre seus trabalhos: Rock in Rio (comerciais),os longas-metragens "Encantados",”5x favela (agora por nós mesmos)”, “Aparecida (O Milagre)”, “O Homem do Futuro”, “Mato Sem Cachorro”, Novela “Amor à vida”, “Minha fama de mau”, “O Nome da Morte”, “Simonal”, “Medida Provisória", Série “A Mulher invisível” (as duas temporadas), Série “O Mecanismo”(as duas temporadas), série “Mister Brau” (4ª temporada) e o curta-metragem “Dias e Dias”. Ilustrou o livro infantil: “E agora José? O que você vai ser?” De Rafael Clodomiro (Ed. Casa Cultura) e a história em quadrinhos : "A filha da Mãe” escrita por Tinda Costa (Ed. ITMix).

|Amanda Ilustra | 

Mesa: B29

Amanda Lins é artista e criadora da marca Amanda Ilustraa, amante das artes desde pequena, descobriu que era no meio das tintas que gostava de estar. A marca Amanda Ilustraa surgiu em 2019 com o propósito de empoderar e representar mulheres reais, que por meio da arte vejam o quão incríveis e maravilhosas são!

|Ana Cardoso| 

Mesa: F40

Ana Cardoso é formada em Artes Visuais pela UFMG. Foi em 2014 quese tornou ilustradora e quadrinista.​Como trabalhos autorais, publicou os quadrinhos We Pet (2015) e Quando Você Foi Embora (2018). Com este último, foi indicada ao Prêmio HQMIX — na categoria Artista Revelação — e à conhecida premiação de cultura pop Cubo de Ouro. ​Atualmente está produzindo a Graphic Novel “Mingau” para a Mauricio de Souza produções e atua no mercado como professora de artes e artista freelancer para editoras e projetos publicitários.

|Anderson Awvas|

Mesa: B28


Anderson Awvas nasceu no Rio de Janeiro - RJ, vive em Juiz de Fora - MG, é ilustrador, bacharel em design, autor independente de diversos quadrinhos para a web, produtor e criador de conteúdo no projeto Folclore BR: Uma nova visão.

|Anegadoleite | 

Mesa: C06


Nascida em São Paulo e criada em Guarulhos-SP, desde muito pequena sempre foi apaixonada por criar, por desenhar, por desenhos animados de super-heroínas e super heróis. Atualmente é ilustradora, artista plástica e grafiteira. Conseguiu através da arte conquistar muitos sonhos e objetivos, e hoje conquista mais um enorme sonho, estar na CCXP e lançar sua primeira HQ.

|Braziliano| 

Mesa: F16

Braziliano (Santa Maria, RS, 1981). Quadrinhista, ilustrador e muralista. Adentra em 2016 no universo de quadrinhos independentes lançando junto com o coletivo MAZE o hq “Ciclo”, em 2017 participou da coletânea Space Opera, desenhando a história "A Queda", em 2018 na coletânea Periferia Cyberpunk desenhando “Iansã Ferida” e em 2019 na coletânea Na Quebrada-Quadrinhos de Hip Hop com duas narrativas, a “Sampleador” e ”Olido”, todas lançadas pela editora Draco.

|Carlos Ferreira| 

Mesa: D16


Carlos Ferreira nasceu em Porto Alegre, em 1970. Artista gráfico, diretor e roteirista, já teve histórias em quadrinhos publicadas no Brasil, Argentina e Japão. É roteirista da biografia em quadrinhos Kardec e desenhista e roteirista de O castelo e da revista Picabu. Dirigiu os curtas-metragens Phil (2001), Pessoas incertas (2003), Castigo (2009), Os cafalhões (2009) e Bacantes (2019).

|Cibelle Reis| 

Mesa: G40

Mineira nascida em Guanhães, Cibelle é casada e mãe de dois filhos e desde a infância já mostrava habilidades com o desenho. "Sempre amei desenhar mas nunca imaginei que essa seria minha profissão", diz a artista. Começou desenvolvendo identidade visual, e tinha uma loja virtual onde vendia produtos criados a partir das suas ilustrações. Em 2017 ilustrou seu primeiro tão sonhado livro "A Tiara Encantada" da Autora Malu Simões. Hoje tem 11 livros ilustrados, publicados por autores independentes e por editoras como a Seleções Radha, onde ilustrou a coleção do Sítio do Picapau Amarelo

|Dani Bolinho| 

Mesa: C05

Dani trabalha com quadrinhos e ilustrações desde 2017 e desde então não parou mais. Com a ajuda de 3 amigos fundou o estúdio IndieVisivel Press, por onde publica suas obras. Já lançou quadrinhos no Japão, Estados Unidos e Brasil, tendo em 2018 ganho um prêmio no Japão. Hoje ilustra capas, faço mangás e já fez arte até para jogos de video game. Tem um amor grande por arte e por conhecer novas histórias.

|Diego Augusto| 

Mesa: E25

Ilustrador, Designer e Quadrinista independente. Trabalha em seu estúdio (METABIOSE) e é também idealizador do selo independente de quadrinhos “METABIOSE COMICS” através do qual fez duas publicações em que assina roteiro e arte (O Capitão Sunguinha 1 e 2).

|Dijjo Lima | 

Mesa: D43-44

Diego do Nascimento Lima ficou internacionalmente conhecido por sua alcunha Dijjo Lima, com que assinou dezenas de projetos para os Estados Unidos, Reino Unido, França e Brasil. Designer por formação, ele atuou como cinegrafista, fotógrafo, designer gráfico e até instrutor de Muay Thai, antes de enveredar de vez pelos caminhos das Histórias em Quadrinhos pelas quais sempre foi apaixonado. E depois de se profissionalizar, ainda se tornou professor de muitos que desejavam seguir por esse caminho.Com trabalhos para editoras e marcas como Marvel (que lhe rendeu na época até matéria no jornal Diário do Nordeste, Se liga da Globo do Ceará, Destaque internacional de Maracanaú), Dynamite, Chiaroscuro, Titan, Soleir, Zenescope, LEGO, entre muitas outras, Dijjo trouxe vida nas cores para personagens

|Diox| 

Mesa: C15

Diox, Diocir José de Assis Junior, nasceu na cidade de Mogi das Cruzes/SP, mas sempre viveu na capital paulista. Formado em Artes Visuais, atualmente Diox trabalha como artista conceitual para a indústria de games, mercado editorial, ilustrando livros infantis e materiais didáticos, além das contribuições frequentes para o mercado publicitário. Suas principais publicações foram "Dez Reais", na antologia de quadrinhos para o álbum Inkshot (2012) e DIOX, Sketchbook Custom (2017), vencedor do 1º Prêmio Machado (2020) na categoria Quadrinhos da editora Darkside Books. Ilustrando a HQ “O Fim da Noite”, escrita por Rafael Calça. 

|Ei Pretinha| 

Mesa: B29


Isa, Bella ou simplesmente Maflô, tem 33 anos, é uma mulher preta, soteropolitana e ilustradora. Maflô é uma personagem preta, protagonista da página Ei Pretinha, ela tem muito de Isa e de pretas que a inspiram durante a caminhada. Seu corpo, estilo e cabelo mudam constantemente, visando se inspirar e representar mais mulheres pretas. 

|Faw Carvalho| 

Mesa: A39

Faw Carvalho é artista independente, baiana, vivendo em Salvador. Temas como representatividade feminina e negra, memória, mitologias e cotidiano fantástico inspiram seu trabalho artístico. Pós graduada em Artes na UFMG, atua como ilustradora freelancer e possui a própria papelaria autoral, além de lecionar na área. Foi colorista da HQ “Bertha Lutz e a carta da ONU” (Editora Veneta, 2022), ilustrou o livro infantil “O Rei que assobiava” (Editora Passarinho, 2022) e é autora de Sereinha (2018), quadrinho que celebra a cultura afro-brasileira. Foi convidada na 11ª edição do Festival Internacional de Quadrinhos (FIQ), em agosto deste ano, onde mediou a mesa “Narrativas de Origem”. Em 2021, ministrou a oficina “Quadrinhos e publicações independentes” no Festival Literário Feira de Santana-BA.

|Gabú| 

Mesa: H38-40

Com 28 anos, Gabú é ilustrador e quadrinista. Um de seus projetos foi seu primeiro quadrinho, Crianças Selvagens (2020), que lhe rendeu duas indicações ao prêmio HQ Mix.

|Gabriel Dantas| 

Mesa: G20

Gabriel Dantas surgiu no mundo em 1999. Faz tirinhas para internet e publica no @BifeDeUnicornio. Abelhas muito apaixonadas, um gato de tapa olho, e um pato do tamanho de um caminhão são alguns dos personagens que ele criou. Ganhou o prêmio HQMIX em 2021 por esse trabalho, além de publicar vários gibis pela Ugra Press. Em todas as realidades que você possa imaginar ele é quadrinista.

|Hannah Abranches| 

Mesa: G29

Hannah Abranches é ilustradora freelancer, quadrinista e escritora de Belo Horizonte MG. Em 2021 publicou um livro em quadrinhos "Yen Uma Aventura Mágica". 

|Isaac Santos| 

Mesa: H38-40

Isaac Santos, um mineiro vivendo em São Paulo. Cresceu assistindo desenhos animados e jogando fliperamas, na adolescência se tornou um leitor compulsivo de mangás e quadrinhos, além de apaixonado por cinema e todas as formas de contar histórias, o que inevitavelmente tornou-se sua profissão. Hoje, é ilustrador e roteirista. Em 2019 integrou o projeto Narrativas Periféricas e lançou o quadrinho SHIN pela editora Mino. Com este trabalho foi indicado a Roteirista Revelação no Prêmio HQ Mix. Seu próximo lançamento é o quadrinho Yasuke, pela editora Skript.

|Jefferson Costa| 

Mesa: C10-11

Quadrinista, autor de “Roseira, Medalha, Engenho e outras histórias” (HQMix 2020 Edição Especial, melhor desenhista e roteirista revelação); coautor de HQ da biografia do músico Fela Kuti; livro infanto-juvenil ilustrado “Anansi”; Orixás: IKÚ; Arcane Sally & Sr. Vapor; Marighella #livre; Graphic MSP "Jeremias Alma" (HQMix 2021 de publicação infantojuvenil); Graphic MSP "Jeremias- Pele" (vencedor dos prêmios Jabuti e HQMix 2019); "La Dansarina" (HQMix 2015 Edição Especial); A Tempestade de Shakespeare (HQMix 2013 Adaptação para os Quadrinhos) e A Dama do Martinelli. Lançamento de 2022: HQ "Amantikir" (editora Trem Fantasma), adaptação para HQ de "A Odisseia" (FTD), reedição de " La Dansarina" (Harper Collins Brasil) e "Paulo Freire #presente" (editora Draco).

|Kione Ayo| 

Mesa: H38-40

Kione Ayo é quadrinista e ilustradora de lá do Engenho Velho de Brotas, em Salvador. Participou da primeira edição do projeto Narrativas Periféricas, por meio do qual publicou a ficção científica Para todos os tipos de vermes, pela Mino. Recentemente, ilustrou o quadrinho Nitidez, roteirizado por Felipe Castilho.

|LaCruz| 

Mesa: F41


Natural de BH, LaCruz é ilustrador, quadrinista e grafiteiro. Com referências que vão do universo pop ao underground,é autor de QUADRINHOS VIÁVEIS (Venas Abiertas/2020), coletânea de tiras, LEGACY (2021) uma história afro-surrealista, CICLO DA VIDA que faz parte da coletânea Quarentena Gráfica (Peba Publicações/2022) e das inéditas QUEQUITACONTECENO?, UÓ (Parafuso Zero: Experiência) e HOMEM NA ESTRADA (in coletânea) pela Universidade de Colônia (Alemanha).

|Leonardo Cesar| 

Mesa: E33

Aos 28 anos, formado em Comunicação Visual Design pela UFRJ, Leonardo Cesar já trabalhou em vários desenhos animados brasileiros como ilustrador e animador para a Netflix, Cartoon Network e Discovery kids. Em seus trabalhos autorais como Favela Mágica e Esquadrão Coração Cadente, sempre tenta levar representatividade negra e LGBTQIA+ com uma dose de humor e muita diversidade! A cor rosa e os olhos de estrela são figurinhas sempre presente nos seus desenhos.

|Lila Oliveira| 

Mesa: A15

Artista e ilustradora, Lila cria artes com técnicas tradicionais como aquarela e colagem e algumas delas viram itens como pôsteres e cartões. Compartilha parte dos meus processos e os produtos que surgem deles no perfil das @alegriasilustradas. Tem um 2º perfil de seus experimentos em poesia e zines, @poezines, e um 3º, @agoraehlila, que crioui para apresentar organizadamente os trabalhos feitos para sua graduação em artes visuais (em curso). Essa será sua primeira CCXP. 

|Limão| 

Mesa: A19

Limão é ilustrador carioca, formado em Belas Artes pela UFRRJ. Do seu amor por livros, nasceu o costume de criar histórias desde cedo e a paixão por mundos fantásticos. No seu trabalho costuma representar os grupos nos quais convive: negres, gordes, LBGT+; muitas vezes misturando-os com seres da fantasia, como sereias, demônios e bruxas.

|Lipe Diaz| 

Mesa: F21-22

Lipe Diaz é o fundador do estúdio / escola no centro do Rio de Janeiro, http:\\www.ldzescola.com.br ,autor e artista freelancer. Com 20 anos de experiência no mercado, começou em projetos autorais e depois Ilustrou projetos comerciais desenvolvidos no Brasil e em países como Estados Unidos, Canadá, Inglaterra e Austrália. Na área de games atuou no jogo Marvel Avangers Aliance. Apaixonado por quadrinhos foi um dos primeiros cariocas a ser aprovado como expositor na Artist Alley da New York Comiccon. Começou no mercado internacional trabalhando em quadrinhos do Willian Shatner.

|Mateus Forte| 

Mesa: L31

Mateus Forte, ilustrador roraimense. Trabalha com fanarts e croquis, misturando esse universo pop/geek em sua arte. Já foi notado por artistas nacionais e internacionais, com Pabllo Vittar, Gloria Groove e Doja Cat.

|Math Sowande| 

Mesa: F20

Math, autor do Web Quadrinho "Um Toque de Nina Flora" e colorista de "Gambiarra" para o Universo Guará! Formado em jogos, preferia escrever jornadas ao invés de códigos, e passou a usar seus conhecimentos em animação, criação de mundos e roteiro para fazer Histórias em Quadrinhos.

|Rafael Caça| 

Mesa: C15


Rafael Calça é roteirista de histórias em quadrinhos e animação, além de ilustrador editorial e storyboarder de publicidade. Seus trabalhos de maior destaque são Jeremias - Pele, em que junto de Jefferson Costa recriou o personagem de Maurício de Sousa em uma HQ sobre racismo na infância, tendo recebido o reconhecimento de público e crítica, além do Troféu  ngelo Agostini, Troféu HQ Mix e o prestigiado Prêmio Jabuti, e Jeremias Alma, finalista do Prêmio Jabuti e agraciado com o Troféu HQ Mix e o Troféu 
Angelo Agostini.

|Robson Moura| 

Mesa: D19

Robson Moura é formado em Educação Artística com habilitação em Artes Plásticas pela Unesp de Bauru. Atuou como freelancer, colaborando com estúdios e produtoras, fazendo ilustrações e storyboards e histórias em quadrinhos. Produz quadrinhos sobre racismo, preconceitos e o negro no Brasil e no mundo. Publicou as hqs Black Friday (2017) Pérolas brancas (2019) em Casa-grande (2021). Acredita que não falar sobre o racismo, não faz com que ele deixe de existir.

|Triscila Oliveira| 

Mesa: B32-33

Triscila Oliveira, 37 anos, niteroiense, ciberativista feminista antirracista, filha, sobrinha e prima de mulheres pretas, estudante autodidata das pautas de gênero, raça e classe. É a roteirista da hq "Confinada", que combina crítica social, humor e drama, trazendo para o centro a vida real de milhões de pessoas, sendo um marco dos quadrinhos e um retrato único da pandemia e do Brasil.

|Vagalumie| 

Mesa: C27

Laís Machado estudou Belas Artes na UFRuralRJ e hoje trabalha como ilustradora. Seus trabalhos com o Combo Studio, com quem colabora desde 2018, podem ser vistos na Netflix (Super Drags, Elvis), Cartoon Network (Any Malu Show), YouTube (O Surreal Mundo de Any Malu, "Rajadão" da Pabllo Vittar), entre outras mídias. Seus trabalhos pessoais incluem a HQ "OGÍGIA", o livro ilustrado "Festa Pra Um" e o projeto "Mirtilo e Poá" de mascotes.

|Yorhàn Araújo

Mesa: E03

Yorhán Araújo, nascido em Volta Redonda/RJ e formado em Publicidade, sempre gostou de ilustrar e por isso decidiu criar projetos que refletem o que acredita, alguns sobre representatividade, como o "Universos" que enaltecia a beleza dos cabelos crespos e cacheados, o "Negros e Negras Incríveis" que posta nas redes sociais ilustrações sobre negros e negras que fizeram ou estão fazendo história e as tirinhas "@evaneioshq", conversas bem humoradas ou reflexivas entre animais.

CCXP 2022 | Universal Pictures terá painel e exibição inédita de ‘Gato de Botas 2’ no evento

 

Por Victoria Hope

E quem está empolgado para a volta do gato mais aventureiro e fofo das animações? Pois é, a Universal Pictures trará ‘Gato de Botas 2: O Último Pedido’ para um painel da CCXP22 com direito a exibição do filme pela primeira vez no Brasil dentro do Palco Thunder by Cinemark Club.

A animação marca a primeira vez em mais de uma década que a DreamWorks Animation apresentou as aventuras do Gato de Botas em ‘Gato de Botas’, lançado em 2011. Vale lembrar também que o personagem apareceu pela primeira vez em ‘Shrek 2’, indicado ao Oscar em 2004, e roubou a cena se tornando uma sensação global. Além do filme solo, estrelou as duas sequências seguintes de ‘Shrek’,  bem como vídeos da DreamWorks Animation e séries de TV. Os filmes ‘Shrek’ e ‘Gato de Botas’ arrecadaram juntos mais de US$ 3,5 bilhões em todo o mundo.

No pavilhão, a Universal Pictures terá um estande que promete entreter os fãs com muitas ativações e produtos promocionais envolvendo os próximos lançamentos do estúdio como ‘Trolls 3’, e, claro, ‘Gato de Botas 2’.

Até o momento, a CCXP22 conta com ingressos disponíveis nas categorias de ingresso de Quinta, Sexta, Domingo, Epic e Unlock. Para os fãs que ainda têm interesse em adquirir suas credenciais, basta acessar o site oficial ingressos.ccxp.com.br. O evento acontece nos dias 1 a 4 de dezembro na São Paulo Expo.

CCXP 2022 | Warner Bros. Discovery confirma participação e revela atrações da Warner Bros. Pictures e HBO Max

 

Por Victoria Hope

Desde 2019, os fãs aguardam ansiosamente a próxima CCXP presencial e agora, a Warner Bros. Discovery tem o prazer de anunciar sua participação na edição deste ano, com conteúdo novo e exclusivo e experiências imersivas para os fãs de algumas de suas marcas favoritas, incluindo Warner Bros. Pictures e HBO Max, com atividades que vão agitar o evento. 

Com um estande recheado de sucessos, a HBO Max chega à sua primeira CCXP presencial com um espaço que homenageia grandes lançamentos do ano e também franquias já conhecidas e amadas pelos fãs, incluindo conteúdo esportivo - entre os grandes sucessos na audiência do streaming no Brasil. 

Na CCXP, os visitantes podem esperar experiências imersivas e sensoriais de A CASA DO DRAGÃO, lançamento do ano na HBO e na plataforma que quebrou recordes de visualizações; RICK AND MORTY, a animação favorita do público adulto; IRMÃO DO JOREL, a joia do Cartoon Network que mostra a divertida saga da família brasileira e move legiões de fãs da Vovó Juju; UEFA CHAMPIONS LEAGUE e PAULISTÃO, as ofertas de esporte ao vivo da plataforma de streaming, provando que o Brasil é sim o país do futebol; e, finalmente, THE LAST OF US, a produção derivada do jogo de sucesso no mundo todo. 

The Last of Us / Foto: HBO Max

A história se passa 20 anos após a destruição da civilização moderna. Joel, um sobrevivente experiente, é contratado para contrabandear Ellie, uma garota de 14 anos, para fora de uma zona de quarentena opressiva. O que começa como um pequeno trabalho logo se torna uma jornada brutal e dolorosa, pois ambos devem atravessar os EUA e depender um do outro para sobreviver.

A marca também terá uma agenda paralela de atividades no evento: material exclusivo sobre produções originais locais, convidados especiais como atores, criadores e diretores, bate-papos, intervenções artísticas e muito mais. Mantendo a tradição das últimas edições da CCXP, a Warner Bros. Pictures traz uma série de atrações interativas dos mais aguardados lançamentos no cinema, promovendo uma verdadeira imersão no universo da Warner Bros.

Os fãs poderão aproveitar a interatividade do espaço voltado aos filmes do Universo DC com atividades dedicadas aos longas SHAZAM! FÚRIA DOS DEUS, THE FLASH e AQUAMAN 2: O REINO PERDIDO.

Outro destaque do estande será a ativação da nova aventura da Warner Bros. com o ícone global BARBIE, que permitirá aos participantes uma viagem pelo universo cor-de-rosa do filme e para completar, durante os quatro dias de evento, o auditório do estande também terá debates e conversas com influenciadores e fãs de diversas propriedades e franquias da Warner, como DC e HorrorVerse, além de bate-papos focados nos próximos lançamentos de cinema, entre outros. 

[Review] 4 da espécie – A história do corpo coisa nenhuma

 

Por Victoria Hope

Em 4 da Espécie - A história do corpo coisa nenhuma, da dramaturga paulistana Michelle Ferreira, o público é provocado a questionar os 'papéis' impostos ao gênero pela sociedade, trazendo uma mensagem pontual, social e tão necessária nesse momento em que vivemos. Com estreia nessa sexta (10), a peça estará em cartaz até o dia 4 de dezembro no Sesc 24 de maio, localizado em frente à Galeria do Rock em São Paulo. 

Na nova peça da Má Companhia Provoca, tudo começa num feriado, mais especificamente no dia dos mortos, quando um grupo de quatro pessoas se perde em um chalé abandonado próximo a montanha. Ambientado em um múltiplos cenários com com 7 atrizes, a obra se sustenta no seu roteiro eficiente, ao passo que levanta questões importantes da sociedade moderna, bem como os papéis de gênero impostos pela sociedade, o patriarcado que afeta a população em geral e como regras impostas apenas por um grupo que é visto no 'poder', é extremamente terrível.

O elenco composto por Ivone Dias Gomes, Letícia Rodrigues, Lúcia Bronstein, Maíra De Grandi, Maura Hayas, Renata Augusto e Renata Guida é um show a parte, trazendo bom humor e emoções à flor da pele em performances que definitivamente vão marcar pra sempre. 

Logo de cara, o público é apresentado a quatro personagens distintos, Jaque Martini, Soni Kudler, Bibi Bibete e Lee Quatropani, que após uma partida de basquete, partem em aventura para um chalé em uma região vagamente desconhecida. Logo de início, o que parecia ser a oportunidade perfeita para o início de uma bela amizade, rapidamente se transforma em uma batalha de egos - e 'testosterona', onde 'ganha' quem fala mais alto.


4 da espécie - a história do corpo coisa nenhuma/ Foto: Laerte Késsimos
Aos poucos, os conflitos que antes eram minúsculos, como por exemplo, a busca por uma chave perdida, tomam rumos assustadores quando cada um começa a revelar seu verdadeiro caráter. Nesse jogo do gênero que domina as relações de poder, o que acontece quando quando a disputa territorial e 'fálica' toma os holofotes e personagens que achávamos conhecer, não são quem parecem ser?

Hora trazendo diálogos hilários, hora passando mensagens fortes e necessárias,  passando por temas como abuso de poder, abuso sexual, violência e corrupção política, com destaque para um forte monólogo  específico que vai fazer as lágrimas rolarem e a raiva acender o coração, 4 da espécie - a história de coisa nenhuma, triunfa ao apontar o dedo na ferida e trazer mensagens difíceis a serem digeridas, mas muito necessárias em momentos onde a repressão do corpo volta em nossa sociedade, mais forte do que nunca e se faz necessário tomar as rédeas de suas próprias escolhas, mesmo que elas sejam muito difíceis.

Quem é a sociedade para ditar os traços de um bebê que sequer nasceu? Quem deu o direito de colocar a criança que ainda não está aqui em uma caixa de papéis impostos a sociedade e o que nós, como seres humanos, podemos fazer para quebrar esse molde e destruir essas amarras? A grande mensagem que fica é, não estamos sozinhas, não estamos sozinhos e enquanto estivermos aqui, o pulso ainda pulsa e que juntos somos mais fortes. 

4 da Espécie - A história do corpo coisa nenhuma está em cartaz no Sesc 24 de Maio de 10 de novembro a 4 de dezembro, de quinta a sábado às 20h e de domingo às 18h.