Navigation Menu

Ad Block

Recent Posts

Army of Dead | Confira o trailer do novo filme pós-apocalíptico de Zack Snyder para a Netflix

 

Por Victoria Hope

Se você adora zumbis, cenários pós-apocalípticos e um dos visionários do cinema de ação, vai amar essa novidade da Netflix. Dirigido por Zack Snyder (300, Liga da Justiça Snyder Cut), o filme Army of the Dead: Invasão em Las Vegas é ambientado em Las Vegas após um surto zumbi deixar a cidade em ruínas. 

Na trama, Scott Ward (Dave Bautista), um desabrigado de Vegas e ex-herói da guerra zumbi que agora vende hambúrgueres nos arredores da cidade, é abordado pelo magnata dos cassinos Bly Tanaka (Hiroyuki Sanada) com uma proposta tentadora: invadir a cidade cheia de zumbis para roubar 200 milhões de dólares de um cofre antes de o governo bombardear Vegas em 32 horas. 

Motivado pela esperança de que a recompensa possa ajudar na reconciliação com sua filha, Kate (Ella Purnell), Ward assume o desafio e monta uma equipe de especialistas para o grande roubo. Entre eles: Maria Cruz (Ana de la Reguera), uma mecânica de primeira e velha amiga de Ward; Vanderohe (Omari Hardwick), uma máquina de matar zumbis; Marianne Peters (Tig Notaro), uma piloto de helicóptero um tanto quanto cínica; 

Army of Dead / Netflix

Mikey Guzman (Raúl Castillo), um influenciador do tipo “é tudo ou nada”, e sua amiga inseparável Chambers (Samantha Win); além de Martin (Garret Dillahunt), o chefe de segurança do cassino; uma guerreira durona conhecida como Coyote (Nora Arnezeder), que recruta Burt Cummings (Theo Rossi), um segurança não muito confiável; e por fim um brilhante arrombador de cofres alemão chamado Dieter (Matthias Schweighöfer). 

Ward se depara com um obstáculo emocional quando Kate se junta à expedição para procurar Geeta (Huma Qureshi), uma mãe que desapareceu. Com o tempo passando, um cofre notoriamente difícil de abrir e uma horda de zumbis mais inteligente e rápida se aproximando, apenas uma coisa é certa no maior roubo já tentado: os sobreviventes ficam com tudo.

Army of The Dead: Invasão em Las Vegas tem direção de  Zack Snyder (que também é o diretor de fotografia) com roteiro de Snyder, Shay Hatten e Joby Harold. O filme é produzido por Deborah Snyder, p.g.a.; Wesley Coller, p.g.a.; Zack Snyder, p.g.a. O filme também é estrelado por Richard Cetrone e Michael Cassidy. 

Confira o trailer de #ArmyOfTheDead:


Wondercon 2021 | Entrevista com Amelia Woo, quadrinista da Kymera Press

 

Por Victoria Hope

Durante a Wondecon @ Home desse ano, diversas editoras independentes incríveis participaram da programação virtual e seguindo a tradição do evento, muitas labels que contam com representatividade nas histórias e desafiam conceitos. Uma dessas editora convidadas foi a Kymera Press, que tem como principal foco, enaltecer e divulgar o trabalho de mulheres na indústria dos quadrinhos. 

Promovendo quadrinhos com protagonismo feminino e personagens femininas que todos vão amar, a label continua a contar novas histórias e narrativas que encantam não apenas mulheres, mas todos os públicos apaixonados por personagens incríveis, decididas, tridimensionais e poderosas a sua maneira.  

Durante a programação, nossa equipe fez uma descoberta maravilhosa: O Brasil está muito bem representado lá fora, afinal, três quadrinistas brasileiras fazem parte da Kymera Press, sendo estas,  Amelia Woo e Debora Carita, além de Anna G, que trabalhou com a label no passado em uma série já finalizada. Nossa equipe teve a oportunidade de entrevistar Amelia Woo, quadrinista e arte finalista dos quadrinhos indicados ao Prêmio Bram Stoker, 'Mary Shelley Presents Tales of the Supernatural', além de também ser arte-finalista de Gates of Midnight

Mary Shelley Presents / Kymera Press

#1 - Quando você começa um novo projeto, como é seu processo criativo? 

Amelia: Depois de conversar com o cliente e estabelecer o público alvo, eu leio o material de referência. Se o projeto já é publicado em outra mídia, eu vejo o material. Se for apenas baseado, eu vejo o material do mesmo gênero e que seja contemporâneo à obra. Também dou uma olhada no contexto histórico em que a obra foi feita e isolo os temas. Formas e cores (quando eu faço as cores também) são baseadas nos temas. 

Após a pesquisa, obtendo o contexto, o tema e fazendo um pequeno esquema para adaptar ao projeto, eu parto para a pesquisa visual. Eu também pergunto ao cliente se existe algum “produto concorrente” ou algum outro projeto/produto que os inspire. Tento seguir a visão do cliente, sem perder de vista o que a audiência prefere.  Tudo isso me cria uma base de pesquisa para a parte visual. Daí parto para os esboços. Geralmente faço pequenos layouts toscos só para mim, para sentir o ritmo da história. Só então, crio esboços mais elaborados para o cliente. Isso tudo leva em torno de uma a duas semanas para ser feito. O tempo cai para horas dependendo do projeto.

#2 - Quais são suas top 3 quadrinistas favoritas?

Difícil especificar um favorito. Há centenas de artistas que me inspiram e não tenho nenhum específico em mente. As mulheres que trabalham em quadrinhos e ilustrações que me chamaram a atenção nesses últimos meses foram Joëlle Jones, Cassandra Jean e Adriana Melo. Além das minhas camaradas de time da Kymera Press. 

#3 - Mary Shelley foi definitivamente um dos grandes nomes da literatura e ela é uma figura muito importante quando falamos em representatividade feminina. Com isso em mente, conte como foi trabalhar em 'Mary Shelley Presents Tales of the Supernatural.'

Admito, foi tenso! Dei o meu melhor sem saber realmente se estava à altura do projeto. Mary Shelley teve uma vida de perdas, mas se manteve firme e transformou o sofrimento em uma criação que ficará para sempre na cultura Ocidental. É inegável o peso do projeto, ainda mais com a adaptação de Nancy Holder e a edição de Debbie Smith, duas veteranas da indústria e literatura.

Meu “monstro” favorito sempre foi a criatura de Frankenstein, então eu tinha uma visão própria do “monstro”, assim como do séc. XIX. Tentei colocar um pouco disso no quadrinho. Felizmente, tanto a equipe quanto a audiência aprovaram. 

#4 - O que não pode faltar no seu ateliê?

Meu computador e acessórios, com certeza. Sou uma artista digital (e game dev), o que me torna praticamente uma ciborgue, hahaha. Não faço nada sem meus equipamentos.

#5 - Se você pudesse mandar um recado para artistas brasileiras que sonham em trabalhar com quadrinhos, qual seria? 

Garota! Mulher! Moça de qualquer idade. Se você pratica todos os dias e sentiu na pele que era isso que quer fazer pelo resto da vida, faça! Não ouça aquelas histórias bobas sobre “starving artists”. Você consegue viver como uma artista e pagar as contas, ainda mais em Real. Consegue até pagar as contas dos outros! Olha que beleza. Não se preocupe com sua idade, formação acadêmica, se precisa se mudar ou não. Idade avançada? Não subestime o que você consegue fazer em meses. Pouca idade? Ninguém liga. 

Se o seu portfolio for bom ou compatível com o que querem, você estará dentro. Formação acadêmica? Não precisa. Antes de terminar meu bacharelado em Artes, eu já trabalhava na indústria. Precisa mudar? Não. A tecnologia está desenvolvida o suficiente para suprir todas as necessidades (envia trabalhos e recebe pagamentos via remota). 

Você é mãe ou tem que cuidar de alguém e não tem tempo porque trabalha e cuida da casa? Fique firme e dedique, pelo menos, uns quinze minutos todos os dias para criar algo, seja desenhar ou escrever. Nos primeiros trabalhos, negocie o tempo com o cliente. Se for seu próprio projeto, crie prazos longos para as campanhas, mas não deixe de fazer um pouquinho todos os dias.

Apenas foque no que você gosta de fazer e tente achar uma audiência para isso. E se não conseguir achar em quadrinhos, existem outras mídias na indústria de entretenimento como cinema, games, ilustração, etc. Por favor, não desista de criar algo que é importante para você, não importando quão difícil seja a situação. Não silencie o criador dentro de você. 

This Is Us | Relacionamento de Beth e a filha Tess é destaque em novo episódio no STAR Hits

 

Por Victoria Hope

O STAR Hits exibe na quarta, dia 7 de abril às 21h30, o inédito episódio 12 da quinta temporada de “THIS IS US”. Com o título de “Both Things Can Be True”, escrito por Dan Fogelman, no novo capítulo Beth (Susan Kelechi Watson) e a filha adolescente Tess (Eris Backer) passam por turbulências enquanto aprendem a lidar com a fase atual. 

No passado, Jack (Milo Ventimiglia) e Miguel (Jon Huertas) criam laços e se unem para realizar uma missão importante. Já Kevin (Justin Hartley) e Madison (Caitlin Thompson) seguem enfrentando seus desafios para ficarem juntos e criarem os gêmeos. Enquanto isso, Randall (Sterling K. Brown) busca um novo tipo de rede de apoio.

Tess /Star Channel

Com idas e vindas através do tempo, principalmente até o dia do nascimento dos trigêmeos, a quinta temporada de “THIS IS US” começa com os Pearson reunidos na cabana da família para celebrar o aniversário de 40 anos do “Big Three”. Com sua narrativa inovadora e emocional, a nova temporada surpreende ao incorporar em seu enredo acontecimentos reais da atualidade como a Covid-19 e a situação social nos Estados Unidos após a morte de George Floyd.

Atualmente a série tem sido exibida com intervalos por conta dos atrasos nas gravações, mediante a crise sanitária do novo coronavírus. No Brasil, a quinta temporada de “THIS IS US” é exibida com exclusividade pelo STAR Hits, com novos episódios toda quarta, às 21h30, no dia seguinte aos EUA. Quando não há capítulo inédito, o canal passa reprises da produção no horário de veiculação.

MSP | Xaveco e da Denise ganham HQ especial da Panini

 

Por Victoria Hope

Ótima notícia para os fãs da turma mais amada dos quadrinhos nacionais.  A partir de maio, chega às bancas, pela editora Panini, o livro Xaveco & Denise - Secundários Favoritos. A HQ foi anunciada pela editora após uma brincadeira de primeiro de abril, quando as redes sociais da Turma da Mônica disseram que o Xaveco protagonizaria o seu próprio gibi.

A edição reunirá as melhores histórias já publicadas dos personagens coadjuvantes mais amados da Turminha e terá formato 13.4x19 cm, 320 páginas e capa dura.

Xaveco & Denise já está em pré-venda na Loja Panini, por R$44,90. A partir de maio, a HQ também poderá ser comprada em bancas, livrarias, lojas especializadas e pela Amazon. 

SINOPSE: Eles podem ser personagens secundários, mas com certeza estão entre os favoritos de todos! Xaveco e Denise finalmente têm uma edição para chamar de sua!

Capa provisória do quadrinho / Divulgação

Confira imagens inéditas e o trailer oficial de Loki do Disney+

 

Por Victoria Hope

Esse momento é nosso, Loki fans. O primeiro trailer oficial da nova série original do Disney Plus foi revelado com imagens inéditas também. Na trama de 'Loki', o imperioso Deus da Trapaça, após fugir com o Tesserato, vira um peixe fora d'água quando cai em um mundo de problemas com a burocrática TVA (Time Variance Authority) no novo trailer de "Loki" da Marvel Studios. A nova e original série estreia exclusivamente no Disney+ em 11 de junho de 2021.

"Loki" da Marvel Studios apresenta o Deus da Trapaça enquanto ele sai da sombra de seu irmão em uma nova série que ocorre após os eventos de "Vingadores: Ultimato". Tom Hiddleston retorna como o personagem-título, acompanhado por Owen Wilson, Gugu Mbatha-Raw, Sophia Di Martino, Wunmi Mosaku e Richard E. Grant. Kate Herron dirige “Loki” e Michael Waldron é o roteirista principal.

No trailer, podemos notar que Loki estará de alguma forma envolvido com a expansão do multiverso, o que pode causar não apenas os eventos que precedem Doutor Estranho 2: Multiverso da Loucura, que estreia ano que vem e uma possível ramificação para uma futura adaptação de Jovens Vingadores.

 

Yunmi Mosako no elenco / Disney, Marvel

Cena de Loki / Disney, Marvel

Assista o trailer:


SAG AWARDS 2021 | Diversidade de vencedores liderou a premiação nesse domingo

 

Por Victoria Hope

O ano de 2021 em termos de cinema, tem sido marcado por longas sessões de filmes em streaming, saudades do cinema, mas também por feitos inéditos e algumas das categorias mais diversas na história de premiações internacionais. 

Nesse domingo (05), aconteceu o 27º SAG Awards, premiação conhecida como um dos principais termômetros indicativos ao Oscar anual e pela primeira vez na história do prêmio, nenhum ator branco venceu as categorias principais da noite, sendo estas, Melhor Atriz, Melhor Ator, Melhor Atriz Coadjuvate e Melhor Ator Coadjuvante.

Em um ano extremamente concorrido em todas essas categorias, grandes nomes como Viola Davis, Frances McDormand, Anthony Hopkins e Daniel Kaluuya, compuseram a lista de indicados da noite e os resultados, seguindo as previsões de premiações anteriores, seguiram como o esperado, com vitórias que o público já contava. 

Destaque para Youn Yuh-Jung, de 'Minari' / A24 

Após tantos anos de protestos devido a falta de diversidade em premiações, é até mesmo irônico que no ano em que grande parte dos filmes foram disponibilizados apenas em streamings, foi o ano em que o maior número de indicados diversificados concorreu aos principais prêmios do ano.

Mas vale também destacar que esse ano definitivamente foi da Netflix e de streamings como Amazon Prime e que muito provavelmente esses também serão os resultados do Oscar, que acontece no domingo, dia 25 de abril, com exibição ao vivo no canal TNT.

Sobre a lista de vencedores, essa foi a ordem principal: Melhor Atriz: Viola Davis, Melhor Ator: Chadwick Boseman, Melhor Atriz Coadjuvante: Yuh-Jung Youn, Melhor Ator Coadjuvante: Daniel Kaluuya 

Confira abaixo a lista de vencedores:

Melhor Atriz em Minissérie ou Filme para a TV

Cate Blanchett (Mrs. America)
Michaela Coel (I May Destroy You)
Nicole Kidman (The Undoing)
Anya Taylor-Joy (O Gambito da Rainha)
Kerry Washington (Pequenos Incêndios por Toda Parte)

Melhor Conjunto de Dublês em Filme

Destacamento Blood
Mulan
Relatos do Mundo
Os 7 de Chicago
Mulher-Maravilha 1984

Melhor Conjunto de Dublês em Série de Comédia ou Dramática

The Boys
Cobra Kai
Lovecraft Country
The Mandalorian
Westworld

Melhor Ator em Minissérie ou Filme para a TV

Bill Camp (O Gambito da Rainha)
Daveed Diggs (Hamilton)
Hugh Grant (The Undoing)
Ethan Hawke (The Good Lord Bird)
Mark Ruffalo (I Know This Much is True)

Melhor Ator em Série de Comédia

Nicholas Hoult (The Great)
Dan Levy (Schitt’s Creek)
Eugene Levy (Schitt’s Creek)
Jason Sudeikis (Ted Lasso)
Ramy Youssef (Ramy)

Melhor Atriz em Série de Comédia

Christina Applegate (Disque Amiga para Matar)
Linda Cardellini (Disque Amiga para Matar)
Kaley Cuoco (The Flight Attendant)
Annie Murphy (Schitt’s Creek)
Catherine O’Hara (Schitt’s Creek)

Melhor Elenco em Conjunto de Série de Comédia

Disque Amiga para Matar
The Flight Attendant
The Great
Schitt’s Creek
Ted Lasso

Melhor Ator Coadjuvante em Filme

Chadwick Boseman (Destacamento Blood)
Sacha Baron Cohen (Os 7 de Chicago)
Daniel Kaluuya (Judas e o Messias Negro)
Jared Leto (Os Pequenos Vestígios)
Leslie Odom Jr. (Uma Noite em Miami)

Melhor Atriz Coadjuvante em Filme

Maria Bakalova (Borat: Fita de Cinema Seguinte)
Glenn Close (Era Uma Vez um Sonho)
Olivia Colman (Meu Pai)
Youn Yuh-Jung (Minari)
Helena Zengel (Relatos do Mundo)

Melhor Atriz em Série Dramática

Gillian Anderson (The Crown)
Olivia Colman (The Crown)
Emma Corrin (The Crown)
Julia Garner (Ozark)
Laura Linney (Ozark)

Melhor Ator em Série Dramática

Jason Bateman (Ozark)
Sterling K. Brown (This is Us)
Josh O’Connor (The Crown)
Bob Odenkirk (Better Call Saul)
Rege-Jean Page (Bridgerton)

Melhor Elenco em Conjunto em Série Dramática

Better Call Saul
Bridgerton
The Crown
Lovecraft Country
Ozark

Melhor Atriz em Filme

Amy Adams (Era Uma Vez um Sonho)
Viola Davis (A Voz Suprema do Blues)
Vanessa Kirby (Pieces of a Woman)
Frances McDormand (Nomadland)
Carey Mulligan (Bela Vingança)

Melhor Ator em Filme

Riz Ahmed (O Som do Silêncio)
Chadwick Boseman (A Voz Suprema do Blues)
Anthony Hopkins (Meu Pai)
Gary Oldman (Mank)
Steven Yeun (Minari)

Melhor Conjunto de Elenco em Filme

Destacamento Blood
A Voz Suprema do Blues
Minari
Uma Noite em Miami
Os 7 de Chicago

Dirigido por Miguel Falabella, Veneza ganha novo trailer oficial

 

Por Victoria Hope

Com lançamento previsto para junho, o longa é estrelado pela espanhola Carmen Maura e traz ainda outros grandes nomes no elenco, como Dira Paes, Eduardo Moscovis e Carol Castro.


Dirigido por Miguel Falabella, Veneza acaba de ganhar trailer oficial e nova data de lançamento. O aguardado longa, que teve sua estreia adiada por causa da pandemia, chegará aos cinemas em junho de 2021, com distribuição da Imagem Filmes.

No filme, a estrela espanhola Carmen Maura, musa do cineasta Pedro Almodóvar, interpreta Gringa, uma cafetina cega e obcecada pela ideia de conhecer a famosa “cidade flutuante” e reencontrar nas terras e águas italianas a grande paixão de sua vida. Dira Paes, Eduardo Moscovis, Carol Castro, Caio Manhente e Danielle Winits compõem o elenco principal de Veneza, que faz uma ode às mulheres latino-americanas, com participações da argentina Georgina Barbarossa, da uruguaia Camila Vives e da colombiana Carolina Virgüez.

O longa propõe reflexões sobre o significado de família e mostra o dia a dia do bordel de Gringa, onde, ao mesmo tempo em que lidam com frustrações, dificuldades e prazeres, as mulheres se unem para tentar, de alguma forma, realizar o último pedido daquela que as acolheu quando mais precisaram. Em tom de realismo fantástico, o filme é baseado na premiada peça teatral "Venecia", do autor argentino Jorge Accame, adaptada pelo próprio Miguel para os palcos brasileiros no início dos anos 2000.

Produzido por Júlio Uchoa (Ananã Produções), coproduzido pela Globo Filmes e FM Produções e filmado em Montevidéu, no Uruguai, e em Veneza, na Itália, Veneza foi premiado com os Kikitos de melhor direção de arte (Tulé Peake) e melhor atriz coadjuvante (Carol Castro) no Festival de Gramado e recebeu quatro troféus no Los Angeles Brazilian Film Festival – melhor direção de fotografia (Gustavo Hadba), melhor ator (Eduardo Moscovis), melhor ator coadjuvante (André Mattos) e melhor atriz coadjuvante (Carol Castro), além de melhor roteiro (Miguel Falabella) no Brazilian Film Festival of Miami.