Navigation Menu

Sundance 2023 | Short Film | Ricky

 

Por Victoria Hope

No curta Ricky, um ex-presidiário lutando por uma nova liberdade, busca a redenção a todo custo quando recebe um emprego de seu vizinho. Na trama, acompanhamos esse personagem lutar para conseguir a ter sua vida de volta, mas ainda assim, o tempo todo, é possível notar o estado de alerta constante em que o protagonista se encontra e que provavelmente irá manter ao longo da vida.

Em tempos onde o encarceramento de homens negros segue constante, principalmente nos Estados Unidos, o curta busca trazer essa reflexão: Como retomar as rédeas da vida após passar por isso e a trama ainda vai além, pois joga um espelho para a sociedade e examina como ela trata ex encarcerados, como se de alguma forma, negassem a essas pessoas uma segunda chance.

Todos sabemos que Ricky não é mais a mesma pessoa que entrou naquela prisão no passado, pois o sistema deixa marcas que dificilmente o rapaz irá superar. A melancolia no olhar do ator que interpreta o protagonista é um dos detalhes que tornam essa trama ainda mais especial e inesquecível. 


Ricky / Foto: Sundance

Rashad Frett triunfa ao trazer com sensibilidade, elegância e ao mesmo tempo intensidade essa história emocionante, onde o público entende mais ou menos onde é que essa história vai acabar. Assim como o protagonista, o público é posto em uma posição vulnerável, como se o perigo estivesse à espreita, só esperando para que ele 'saísse da linha', a fim de prendê-lo mais numa vez, destruindo seus sonhos e aspirações.

Ricky é essencialmente um filme sobre recomeços, mas na sociedade, quem é que tem a chance de recomeçar? Será que ele poderá retomar sua vida? De certa forma, o curta mostra o quão difícil é se sentir verdadeiramente livre, mesmo quando o personagem está literalmente fora da prisão. 

O final é de uma intensidade impar e é impossível não sentir o coração acelerar com toda adrenalina dos últimos minutos, onde resta ao protagonista fazer uma escolha que mudará sua vida para sempre, mais uma vez. Afinal, será que ele deve manter sua paz, ou será que ele deve fazer a coisa certa e confessar seus erros? Esse é o questionamento final do curta que vai te tirar o fôlego. 

Nota: 9.5/10

1 comment: